SOLIDARIEDADE

Professor de História desenvolve projeto para incentivar solidariedade e empatia nos alunos

Projeto nasceu a partir dos estudos da língua grega, com a palavra empatia, e da língua latina, com a palavra solidariedade
Por: João Oliveira | Categoria: Educação | 31-08-2019 14:44 | 1265
Foto de Reprodução

O professor de História da Escola Estadual Clóvis Salgado, João Pedro Menezes Jacinto, desenvolveu um projeto com seus alunos do sexto ano que tem por objetivo estimular nesses estudantes o espírito de solidariedade e empatia, o que segundo destaca, está escasso nos tempos atuais. Com o projeto será arrecadado durante o mês de setembro doações por meio de cofrinhos que ficarão espalhados em pontos comerciais e os alunos serão responsáveis por fazer todo o trabalho de tesouraria. Ao final, o valor será doado para o Lar Pedacinho do Céu.

"A ideia deste projeto nasceu por meio do estudo das línguas mais utilizadas na Antiguidade, do latim, no Império Romano, estudamos a palavra Solidariedade, e do grego, na Grécia Antiga, a palavra Empatia. A partir desse estudo das línguas, os alunos passaram a reutilizar latas de alumínio, pintando-as para transformá-las em cofrinhos, que estarão em diversos pontos comerciais da cidade", explica.

A arrecadação será destinada a proporcionar um "Dia das Crianças" mais alegre para as crianças e jovens que moram no Lar Pedacinho do Céu. "Os estudantes serão os responsáveis por contabilizar e realizar uma prestação de contas, com o apoio do professor para conferir e tutoriar. É importante pontuar que a escolha do destino dos valores foi de escolha dos próprios alunos, que se preocuparam com as crianças e jovens que moram no Lar, e acharam importante contribuir de alguma forma para um Dia das Crianças mais alegre", ressalta.

PERÍODO
Conforme explica o professor, as latinhas estarão em pontos comerciais ao longo de todo o mês de setembro, e foram produzidos mais de 20 cofrinhos, sendo que cada aluno ficou responsável por limpar, passar uma tinta base e colorir de forma que incentivasse as doações das moedinhas. "Ao fim do projeto os alunos serão responsáveis por contabilizar os valores, trabalhando dessa forma as habilidades matemáticas e colocando em prática os conhecimentos de soma e multiplicação", acrescenta.

OBJETIVO
Além de ensinar o sentido por trás das palavras empatia e solidariedade, bem como a histórias que ambas carregam, o projeto também teve o objetivo  de desenvolver nos alunos o espírito de solidariedade e empatia, dentro da disciplina de História, em conjunto com o desenvolvimento dos estudos sobre as sociedades da antiguidade: Grécia e Roma, que é conteúdo trabalhado ao longo do sexto ano do ensino fundamental II. Além disto, também colocar em prática e potencializar o desenvolvimento dos conhecimentos matemáticos, visto que alguns apresentam dificuldades.

"A ideia surgiu a partir do fato de constatar que muitos alunos não tinham conhecimento sobre o que são essas palavras tão importantes: solidariedade e empatia. Outro fato que incentivou foi a necessidade de estimulá-los a conhecer línguas das sociedades antigas, no caso gregos e romanos. A ideia em doar os valores arrecadados para as crianças do Lar Pedacinho do Céu partiu dos próprios alunos, o que eu, como professor, pude constara que esses alunos haviam compreendido bem o significado de solidariedade e empatia, visto que se preocuparam em proporcionar um dia mais feliz numa data tão significativa para as crianças. Se colocando, desta forma, no lugar das crianças que acabam passando essa data muitas vezes sozinhas", conta.