TRÂNSITO

Fiscalização educativa de trânsito deve ser estendida por mais 20 dias

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 14-09-2019 09:20 | 523
Foto de Arquivo Jornal

A fiscalização efetiva do trânsito, resultado do processo de municipalização que aconteceu em São Sebastião do Paraíso, deve ser adiada por mais alguns dias devido a uma intensificação maior da fiscalização educativa. Isso significa que a Secretaria Municipal de Trânsito tem buscado investir mais em educação tendo em vista os resultados positivos que foram observados ao longo da campanha.

De acordo com o secretário municipal de Segunda Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil, Miguel Félix, as autuações educativas reduziram em pelo menos 60% desde o início da campanha. E pensando nos resultados positivos, e na demanda da população, baseado em estudo estatístico realizado pela Secretaria, a campanha irá se estender por mais 20 dias.

Segundo reforça o secretário, o objetivo da municipalização não é arrecadar recursos por meio de autuações, mas educar Paraíso para que se tenha um trânsito mais seguro e com menos acidentes.

"A aceitação à campanha educativa foi muito grande. Quando iniciamos esses trabalhos, o número era bastante elevado, mas caiu mais da metade. Pensamos em estender a campanha, para levar ainda mais informação a população e para que ela observe os erros que estão sendo cometidos e não cometa novamente", ressalta.

O secretário destaca ainda que, diante dos estudos, foi apontado a necessidade de ampliar a campanha, que estava marcada para ser encerrada neste fim de semana, com início das autuações efetivas a partir de segunda-feira (16/9). "Tecnicamente falando, é mais viável estender um pouco mais o prazo da campanha de conscientização, já que a educação tem surtido efeito. Estendendo esse prazo por mais 20 dias, os impactos e os desgastes vão ser menores", acrescenta.

A MUNICIPALIZAÇÃO
Miguel Félix explica que a municipalização busca trazer para o município um trânsito mais seguro e organizado. Tudo isso por meio de um sistema tecnológico para a fiscalização realizada por agentes que foram capacitadas e criteriosamente escolhidos para tal tarefa, que exige, além da seriedade, saber lidar com os conflitos que possam vir a surgir diante da fiscalização. "Com isso, o intuito é mostrar a população seus erros, e as consequência dos desrespeitos as normas de trânsito", aponta.

O secretário destaca ainda que a equipe de fiscalização está amparada por toda a estrutura da municipalização, como a Corregedoria e Ouvidoria, e a Junta Administrativa Recursos Infracionais (JARI).  Conforme Miguel, embora não seja o objetivo a arrecadação, o município também se beneficia com os recursos proveniente das autuações, uma vez que pelo menos 80% ficam para a cidade para ser investido da melhoria do trânsito.

"A nossa intenção não é buscar recurso financeiro, mas trazer um trânsito mais organizado, mudar o comportamento do condutor e mostra que este é de estrema importância para um trânsito mais seguro. Além disso, o condutor também vai ter o amparo da Corregedoria e Ouvidoria e, também, da JARI. Há todos os mecanismos para que tudo funcione da melhor maneira possível", finaliza.

DÚVIDAS
Qualquer dúvida que o cidadão tenha, pode ser feito contato com a própria Secretaria de Segurança Pública pelo número 3539-1023 ou pelo telefone da Guarda Municipal no 153 e na ouvidoria da Prefeitura. O cidadão também pode procurar a Secretaria, principalmente para a missão da carteirinha de idoso e deficiente físico.