PRAZO ESTIPULADO

Treze anos depois do prazo estipulado, Recanto Feliz continua sem energia elétrica

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Cidades | 14-09-2019 09:24 | 681
Já se passou um ano, dois meses e vinte dias, que dezenas de proprietários de imóveis no Loteamento Rural Recanto Feliz estiveram na Câmara Municipal pedindo ajuda
Já se passou um ano, dois meses e vinte dias, que dezenas de proprietários de imóveis no Loteamento Rural Recanto Feliz estiveram na Câmara Municipal pedindo ajuda Foto de Arquivo

Há pouco mais de dois meses o Jornal do Sudoeste publicou matéria com o título: “Há mais de 13 anos do prazo estipulado, Recanto Feliz continua sem energia elétrica”.

Foi mencionado que em 25 de junho deste ano, completou 12 meses que dezenas de moradores proprietários de imóveis no loteamento rural Recanto Feliz foram à Câmara Municipal para reivindicar ajuda dos vereadores para a instalação da energia elétrica e lhe fossem entregues, escrituras registradas, relativas aos seus imóveis.

Depois de 13 anos, a situação continua a mesma, e também depois de um ano, dois meses e 18 dias que estiveram na Câmara, pedindo ajuda, moradores continuam sem energia elétrica.

Nesta semana o vereador Luiz Benedito de Paula entrou em contato com o “JS” para informar que ele havia falado com o proprietário do loteamento Recanto Feliz, Lúcio Pimenta, para lhe alertar que moradores que residem na chácara, novamente lhe procuraram para saber quando realmente se iniciará a instalação da energia elétrica no loteamento.

Segundo declarações do vereador Luiz de Paula, Lúcio Pimenta lhe garantiu que será o mais rápido possível, pois ele já enviou projeto para a Cemig.

Luiz de Paula disse que há mais de dois meses ele foi ao escritório de Lúcio Pimenta, e ele afirmou que “no máximo em 10 dias” seria dado o início na colocação de postes no loteamento, e moradores somente iriam arcar com despesas da construção dos padrões para instalação dos medidores do consumo de energia.

O prazo mencionado de 10 já se passou, e há mais de dois meses, e até hoje moradores no loteamento não podem usar ferro elétrico, não têm iluminação, tão pouco tevês, nem mesmo geladeiras para guardar alimentos, uma água geladinha.

No Recanto Feliz residem pessoas com graves problemas de saúde, e que usam medicamentos que precisam ser colocados em refrigeradores para não perder a qualidade, não estragar.

Vale relembrar que há mais de 13 anos, expirou o prazo para a instalação, já deveria estar totalmente pronta, isso sem contar que há mais de um ano moradores enviaram abaixo assinado, protocolado, ao prefeito Walker Américo de Oliveira, à Câmara Municipal e ao deputado Antonio Carlos Arantes.

Como se não bastasse, também há mais de um ano foi criada na Câmara uma comissão formada por três vereadores para tratar da agilização e solucionar o fato.

Pela segunda vez , o proprietário do Loteamento Rural Recanto Feliz , garantiu ao Vereador Luiz de Paula, que a Cemig vai instalar o mais rápido possível Energia elétrica no referido Loteamento