DROGAS

Sem dinheiro para compra de drogas, garoto ameaça mãe e avó em Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Polícia | 25-09-2019 09:34 | 2760
Foto de Reprodução

A Polícia Militar e a Guarda Municipal de São Sebastião do Paraíso foram acionadas para uma ocorrência de violência praticada por um adolescente. Segundo o caso registrado em Boletim de Ocorrência pela PM, trata-se de uma situação que chegou a causar revolta aos policiais por envolver a avó e motivar queixas da mãe sobre a conduta agressiva do garoto de apenas 13 anos, envolvido no mundo das drogas.

De acordo com o divulgado pela polícia, o menino foi denunciado sob a acusação de ter agredido e mantido em cárcere privado a avó de 76 anos. A agressão e os atos de violência do menino foram registrados na segunda-feira, 23. Segundo relatos da vítima a atitude do garoto foi motivada pelo fato da idosa não ter dado dinheiro a ele que seria destinada à compra de drogas, uma vez que o menino já estaria dependente da aquisição e consumo de produtos entorpecentes.

Segundo a Polícia Militar a ocorrência foi registrada depois que uma vizinha do agressor teria acionado inicialmente a Guarda Civil Municipal. Ela teria pedido ajuda ao perceber que a avó do garoto estava sofrendo diferentes tipos de agressões por parte do próprio neto. Em diálogo com a genitora do adolescente, a própria mãe revelou aos policiais que por vezes também já havia sido vítima das ameaças e agressões do menino.

Conforme a mãe, o menor chegou a usar um cabo de vassoura para agredi-la. Os relatos foram que da mesma forma como agiu com a avó ele assim fazia com a própria mãe, pedindo dinheiro para a compra de drogas. Este tipo de situação teria ocorrido mais de uma vez, sendo que quando não recebia o dinheiro, o adolescente agindo com agressividade quebrava os objetos da casa e fazia ameaças de morte aos familiares.

Mesmo com os conselhos da mãe para que abandonasse o vício e deixasse o mundo das drogas, o menino não lhe dava ouvidos e pelo contrário, tornava-se mais agressivo. A mãe narrou que numa oportunidade, o filho chegou a pegar uma faca para mata-la e a avó. Em um surto de violência, certa vez, ele pegou um gato e arremessou o animal contra um caminhão que transitava próximo a residência.

O Conselho Tutelar foi acionado e está acompanhando o caso e junto com familiares busca encontrar uma alternativa de internação do garoto para tratamento.