HOSPITAIS

Dirigentes de hospitais filantrópicos apresentam demandas em Brasília

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 06-10-2019 11:54 | 288
Deputados e representantes dos hospitais debateram a necessidade de obter recursos para manutenção das instituições
Deputados e representantes dos hospitais debateram a necessidade de obter recursos para manutenção das instituições Foto de Divulgação

Dirigentes e representantes de cerca de 20 hospitais filantrópicos de Minas Gerais se reuniram com a bancada dos deputados federais mineiros, na quarta-feira, 2, em Brasília. O encontro teve como objetivo reafirmar a importância dos Hospitais Filantrópicos e Santas Casas e pedir uma atenção especial à estas entidades em relação a destinação de recursos no Orçamento de 2020 e também através das emendas parlamentares. Da região estavam presentes integrantes das santas casas de Passos e Paraíso e do Hospital Gedor Silveira.

O encontro foi coordenado pelo deputado Diego Andrade e parlamentares que integram a bancada mineira na Câmara Federal, entre eles Emidinho Madeira, representante da região.

 A obtenção de recursos é de extrema importância para a sobrevivência dos Hospitais Filantrópicos e Santas Casas. No entanto, as queixas são de que para atender aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) pagos pelo governo as instituições estão sendo obrigadas a usar recursos próprios, uma vez que a tabela que remunera os procedimentos públicos é deficitária, não é reajustada desde 2001. Na maioria das vezes o pagamento pelos serviços prestados é feito com atraso.

Segundo o deputado Emidinho Madeira os hospitais que estavam lá representados vivem este momento e situação. "Sei que não é fácil por que fui diretor de hospital na minha cidade por oito anos e sei das dificuldades. Não tem nada mais importante dentro de uma cidade que um hospital", comenta.

"Vejo as dificuldades do Estado, vejo o pessoal pensando em construir mais leitos, temos que dar apoio aos dois hospitais de São Sebastião do Paraíso, da Santa Casa de Passos, todos merecem nossa atenção especial", declarou. O parlamentar citou o exemplo da região onde os hospitais estão sobrevivendo à base de campanhas. "O sucesso vem da colaboração do povo que tem ajudado através de bingos leilões, quermeses, jantares, almoços e tantos eventos, porque do contrário os hospitais não aguentam", comenta.

A Santa Casa de Paraíso foi representada por assessor de comunicação e departamento comercial Junior Menezes e Guilherme Machado, relações institucionais. O Hospital Psiquiátrico Gedor Silveira teve a presença do gestor de negócios Attilio Mazzuchi e a coordenadora de marketing Susana Souza.

Em Minas Gerais existem hoje aproximadamente 300 hospitais filantrópicos, com grande importância para a saúde da população, principalmente carente. São instituições criadas pela sociedade que se mantêm sem fins lucrativos. Elas possuem o seu custeio atrelado aos serviços de saúde e assistência social, predominantemente direcionados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), ao qual dedicam em sua grande maioria mais de 60% de toda a capacidade instalada.