SABER MIRIM

Alunos de Termópolis representam Paraíso na Gincana do Saber Mirim

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Educação | 07-10-2019 19:24 | 1318
Professora e alunos se dedicaram no projeto e agora comemoram resultado do trabalho
Professora e alunos se dedicaram no projeto e agora comemoram resultado do trabalho Foto de Divulgação

Os estudantes Ana Alice Martins e Leandro Henrique Prado Cintra, da Escola Municipal de Termópolis são os representantes de São Sebastião do Paraíso, na etapa regional da Gincana do Saber Mirim. Oriundo do estudo da Constituição em Miúdos, o projeto visa a medir o conhecimento dos participantes sobre a Constituição Federal. A competição entre escolas foi criada em 2008 e ocorria bianualmente, sendo que a partir de 2015 a disputa passou a ser anual.

Duplas representando as Escolas Municipais Francisco Daniel, Ibrantina Amaral, Napoleão Volpe, Roque Scarano e Termópolis competiram pela vaga para a Etapa Regional do projeto. Os vencedores foram os alunos Ana Alice Martins e Leandro Henrique Prado Cintra, da E.M. Termópolis . “Estamos muito felizes, ficamos preocupados porque a prova estava um pouco difícil. Agora é estudar muito para a próxima etapa”, disseram. A E.M. Napoleão Volpe ficou com o segundo lugar e é suplente.

A professora Laura Pascho-ini não conseguiu esconder a emoção e ressaltou o empenho de seus alunos.  “Estou muito orgulhosa, eles são merecedores porque se dedicaram. A preparação agora tem que ser nota mil, ter mais garra ainda” antecipa. A disputa segue agora para São Lourenço (Circuito das Águas). Diversas cidades do Sul de Minas Gerais competirão entre os dias 04 e 08 de novembro pela vaga de campeões da edição 2019 do projeto Gincana do Saber Mirim Regional.

Oriundo do estudo da Constituição em Miúdos, o projeto visa a medir o conhecimento dos participantes sobre a Constituição Federal. De forma simples, dinâmica e divertida, os jovens ganham em conhecimento, tanto político quanto cidadão, conscientizando-se de seus direitos e deveres.

Os jovens puseram à prova seus estudos por meio de uma avaliação com 20 questões de múltipla escolha. A disputa acirrada acabou sendo decidida pela idade após empate de duas duplas. Muita concentração para puxar da memória o conteúdo aprendido na Constituição em Miúdos. Foi assim o cenário da etapa municipal da Gincana do Saber Mirim, que aconteceu pela primeira vez, no Plenário da Câmara de Paraíso, nesta semana.

Década de evolução
A Gincana do Saber é um projeto criado há 11 anos pela Escola do Legislativo de Pouso Alegre que consiste em trabalhar a formação político cidadã dos estudantes.

Desde 2015, a partir do lançamento do livro Constituição em Miúdos, de autoria da Diretora da Escola do Legislativo de Pouso Alegre, Madu Macedo, o projeto vem passando por transformações. De início estabeleceu-se que o tema da Gincana do Saber passaria a ser o conteúdo da obra, que aborda assuntos inerentes à formação político-cidadã de maneira simples e didática. Ainda neste ano, a Gincana do Saber contou com uma edição regional, envolvendo alunos de 25 municípios da região.

Posteriormente, nos anos seguintes, conforme mencionado, ficou estipulada a realização da Gincana do Saber com o tema “Constituição em Miúdos”. O projeto tem como público-alvo os estudantes matriculados no Ensino Fundamental II, sejam eles da rede pública municipal, estadual ou particular. Outra mudança significativa que se deu a partir de então foi no que diz respeito à frequência de realização da Gincana, que passou a se dar de forma anual ao invés de bienal.

Já no ano de 2017, a equipe da Escola do Legislativo resolveu expandir o público-alvo criando-se a denominada “Gincana dos Miúdos”. Uma nova modalidade da Gincana do Saber, voltada aos estudantes do Ensino Fundamental I, tema é o que abrange a obra “Carti-lha de Atividades da Constituição em Miúdos”. A Gincana do Saber dos Miúdos também é realizada anualmente. Em 2018, com o lançamento do livro “Constituição em Miúdos II”, foram criadas mais duas modalidades da Gincana do Saber: a “Gincana do Saber Jovem”, voltada aos jovens estudantes do Ensino Médio, cujo tema é o conteúdo do segundo volume da obra; e a “Gincana do Saber Universitária”, voltada aos estudantes do ensino superior, que deverão estudar o conteúdo dos dois volumes da obra.

As quatro modalidades da Gincana do Saber podem ter tanto edições municipais como regionais. Para a organização de edições regionais, o município sede e os demais participantes devem seguir o regulamento regional, bem como as normas da modalidade em questão. Numa edição regional, as equipes de cada município deverão ser formadas, preferencialmente, por representantes dos campeões das edições municipais.