OUTUBRO ROSA

Gedor Silveira participa da campanha Outubro Rosa e faz exames preventivos

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 12-10-2019 10:01 | 459
 Outubro Rosa destaca importância do cuidado integral à saúde da mulher e intensificam-se as ações de prevenção
Outubro Rosa destaca importância do cuidado integral à saúde da mulher e intensificam-se as ações de prevenção Foto de Divulgação

A campanha Outubro Rosa voltada para a prevenção e controle do câncer de mama é oportunidade de valorizar autocuidado. Criada em 1990 a iniciativa surgiu com objetivo de fomentar a conscientização quanto à prevenção e ao controle do câncer de mama. Atualmente não só nos grandes centros, mas o assunto já foi universalizado e tem chegado a um numero de pessoa cada vez maior devido ao trabalho de divulgação que tem sido feito ao longo dos anos.

A própria Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais adota a perspectiva de cuidado integral e completo, para que profissionais de Saúde considerem as singularidades das mulheres, como suas histórias, hábitos e contextos familiares. O câncer de mama e o de colo de útero estão fortemente associados a fatores de risco tais como alimentação não saudável, sedentarismo, obesidade, tabagismo e o consumo de bebida alcoólica.

A Campanha Outubro Rosa, criada em 1990, em Nova Iorque, surgiu com objetivo de fomentar a conscientização quanto à prevenção e ao controle do câncer de mama. Indo além desse conceito, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) adota a perspectiva de cuidado integral e completo, para que profissionais de Saúde considerem as singularidades das mulheres, como suas histórias, hábitos e contextos familiares. Para a campanha deste ano, está sendo apresentada para reflexão uma visão integral sobre a saúde da mulher, estimulando o autocuidado e recomendando a mudança de hábitos. A finalidade é que, controlando alguns fatores de risco, a mulher possa ter um estilo de vida mais saudável.

Em São Sebastião do Paraíso, dentro das ações do Outubro Rosa, o Ambulatório Municipal de Saúde realizou, nos dias 9 e 10 de outubro, exames preventivos nas pacientes do Hospital Gedor Silveira. A coleta do material aconteceu no Centro de Especialidades Médicas Benito Joele, que fica dentro das instalações do hospital. Durante a semana as pacientes puderam receber orientações de especialistas e profissionais que atuam no setor sobre a importância dos cuidados com a saúde e a necessidade de se realizar os exames de forma periódica.

O exame é um teste realizado para detectar alterações nas células do colo do útero.  É fundamental que os serviços de saúde orientem sobre o que é e qual a importância do exame preventivo, pois sua realização periódica permite que o diagnóstico seja feito cedo e reduza a mortalidade por câncer do colo do útero. Segundo o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), o autoexame das mamas ajuda a conhecer o próprio corpo, mas não substitui o exame clínico das mamas.

Ainda, que a mulher deve ser estimulada a conhecer o que é normal em suas mamas e a perceber alterações suspeitas de câncer, por meio da observação e palpação ocasionais de suas mamas, em situações do cotidiano, sem periodicidade e técnica padronizadas como acontecia com o método de autoexame. No SUS, a mamografia é recomendada para mulheres de 50 a 69 anos, de dois em dois anos, ou em intervalos menores, dependendo do resultado do exame anterior. Em mulheres fora dessa faixa etária, com elevado risco para câncer de mama (histórico familiar e/ou histórico pessoal de câncer de mama), são necessários acompanhamento e avaliação individualizados.

Em Minas Gerais, foram diagnosticados pelo SUS, em 2018, 4.922 casos de câncer de mama. Até setembro de 2019, o número é de 1.868. Para todo o ano, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima a ocorrência de 5.360 novos casos de câncer de mama, com a taxa bruta de 50,15 casos novos por 100 mil mulheres mineiras. Já o câncer de colo do útero é a terceira causa de morte por câncer em mulheres no Brasil, com exceção do tipo de pele.