GILBERTO AMARAL

Os 30 anos da TBV

Por: Gilberto Amaral | Categoria: Brasil | 23-10-2019 05:21 | 1987
30 anos do TBV
30 anos do TBV Foto de Felipe Moreno

Os 30 anos da TBV
Foi um espetáculo ecumênico da maior magnitude e de louvor a Deus, a comemoração das três décadas do Templo da Boa Vontade. A Praça da Paz superlotou de fiéis de todo o Brasil e do Exterior. Bandeiras verde e amarelas tremulavam com as cores vivas dos pavilhões de outros países, formando um arco-íris de fé e esperança em Jesus, sempre presente.

Paiva Netto
Um momento de grande emoção foi quando o mentor e presidente da LBV, Paiva Netto, adentrou o recinto, saudou e foi saudado pelos inúmeros fiéis, fazendo daquele instante um verdadeiro tributo ao amor, a união dos povos, a fé em Jesus e conclamação da paz mundial. Mais de 100 mil pessoas participaram dos eventos e das celebrações do aniversário do Templo da Paz. 

A união faz a força
A equipe do Templo se esmerou na organização do evento e tudo aconteceu na mais perfeita ordem. O Legionário da LBV, Francisco Periotto fez aplaudido discurso enaltecendo o grandioso trabalho de Paiva Netto à frente da Legião da Boa Vontade, que realiza milhões de atendimento em prol do próximo mais necessitado do corpo e da alma.

IBGE bate...
Até fevereiro de 2020, o IBGE bate de porta em porta para conhecer melhor a saúde dos brasileiros. Ao todo, 1.500 pesquisadores devem visitar 108 mil domicílios em mais de 3 mil municípios do país. A ideia é levantar a ocorrência de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, e conhecer o estilo de vida dos brasileiros, como pratica regular de atividades físicas, consumo de álcool e tabaco e hábitos alimentares.

...à sua porta
Além disso, são monitoradas a realização de exames preventivos e a percepção da população sobre o Sistema Único de Saúde. Se você receber a visita dos agentes de pesquisa, participe, e ajude na construção de indicadores de saúde que auxiliem em melhorias nas políticas públicas de promoção da saúde e prevenção de doenças.

Corrida solidária
Dois mil corredores em prol da cultura da doação. Esse é o objetivo do Instituto Cooperforte ao realizar a terceira edição da Corrida Doar 10K, no próximo dia 17, no estacionamento 4 do Parque Sarah Kubitschek, onde profissionais e amadores farão percursos de 6km e 10Km. As inscrições podem ser feitas no site https://cooper.vc/doar10k, o valor é de R$ 39,90 + 2kg de alimentos não perecíveis. Parte do valor das inscrições é revertida para projetos sociais realizados pelo Instituto em todo o país, e os alimentos arrecadados são doados a instituições assistenciais.

Posse
Autor de dezenas de livros sobre Direito Constitucional, como “A OAB e o Estado de Direito”, entre outros, o jurista Aurélio Wander Bastos assumiu a cadeira número 20 (do patrono Augusto Teixeira de Freitas), da Academia Brasileira de Letras Jurídicas. Ele é professor emérito da Unirio e diretor do Instituto dos Advogados Brasileiros.

Mestre das artes
Dando continuidade às comemorações do Aniversário Leonardiano, a Embaixada da Itália convida o público para a exposição “Leonardo da Vinci Vive”, em cartaz na Sala Nervi até 1º de novembro. São 21 protótipos do gênio da Renascença, construídos em tamanho natural, seis deles inéditos.

Energia elétrica I
A proposta da ANEEL para aperfeiçoar as regras da geração distribuída é necessária para proteger a população mais simples de pagar, em sua conta de luz, por despesas que não são de sua responsabilidade. A mudança defendida pela Agência tem como principal objetivo desonerar a maior parte dos consumidores de energia elétrica, que hoje estão bancando os custos de rede e encargos que não são pagos por quem possui sistemas de micro e mini geração em suas casas ou comércios.

Energia elétrica II
Não se trata de uma taxação extra, muito menos de taxar o Sol, como alguns alegam. Trata-se, aqui, de alocar os custos com mais justiça. Segundo os cálculos da ANEEL, somente em 2018 a geração distribuída custou cerca de R$ 205 milhões para os demais consumidores de energia. Se nenhuma mudança ocorrer, até 2035 o ônus acumulado nas tarifas da população pode chegar a até R$ 60 bilhões.

Energia elétrica III
As mudanças mantêm a atratividade da geração distribuída, que continuará tendo prazo de retorno do investimento muito inferior à vida útil dos painéis. Além disso, quem já fez a instalação continuará com as mesmas regras até o final de 2030. A proposta traz, portanto, segurança para o setor e permite que a geração distribuída se desenvolva de modo sustentável.

Paiva Netto