APC

O Hino da Cidade e seu povo

Por: Fernando de Miranda Jorge | Categoria: Cultura | 23-10-2019 05:25 | 483
Foto de Reprodução

Canta, canta, Jacuí, o seu hino, ora bolas! Toda cidade tem seu hino, por que não nossa querida Jacuí? Ele existe. Através dos tempos, as sociedades se organizaram em torno de símbolos que as integravam. As raízes de um povo es-tão em sua cultura, sua língua, seus hábitos, seus costumes e seu hino. A sensação de ter, pertencer é algo intrínseco ao ser humano. O elo, que permeia essa ligação, é um ideal sempre almejado. Então, em busca da satisfação de tal sensação, as sociedades antigas e modernas criaram e recriaram símbolos: bandeiras, selos, brasões e escudos - estampam a identidade de um povo - mas com todo o respeito às sociedades e aos referidos símbolos, o símbolo maior de um povo e de uma cidade é o seu hino.

Nele, além da marca sonora e da civilidade, há que se destacar a língua falada, os instrumentos, a sua história contada e cantada na sua cultura a ser louvada... No Hino Nacional Brasileiro, por exemplo, há destaque para o povo, bem como para as lideranças que lutaram por um país independente, e o louvor às belezas naturais na "Ilha de Vera Cruz". Mas nem sempre foi assim. Havia resistência.

No Hino de Jacuí, destaca-se a Passagem dos Bandeirantes que vinham e voltavam. E aqui ergueram a nossa cruz. Grandes vultos por aqui passaram. E louvemos os ancestrais, como o Marquês do Paraná, os escravos, que nos legaram seus quilombos como marco forte. Seus rios São Pedro e Santana, suas ruínas, montanhas, minerais e seu clima ameno. O nosso Hino Nacional foi o resultado de uma série de idas e vindas até chegar à letra e formato que é executado atualmente. Venceu barreiras ideológicas e temporais e só se manteve vivo graças à vontade dos brasileiros, que fizeram governos e compositores pseudoeruditos se curvarem à sua vontade.

Finalmente, o "hino" é o símbolo de uma cidade e de seu povo. Jacuienses, vamos cantar o nosso hino em exaltação a nossa cidade! Ele existe!

Fernando de Miranda Jorge Acadêmico 
Correspondente da APC
Jacuí/MG - e-mail: fmjor31@gmail.com