SARAMPO

Paraíso alcança 98% da meta de vacinação contra sarampo

Primeira etapa foi para imunização de crianças de até 4 anos e 12 meses; vacinação de rotina continua
Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 03-11-2019 21:23 | 348
Foto de Reprodução

A Campanha de Vacinação contra o Sarampo encerrou-se no último dia 24 de outubro e Paraíso conseguiu atingir 98% da meta de 3.763 vacinas estabelecidas para a campanha. Iniciada no dia 7 de outubro, teve como foco a vacinação de crianças que não foram imunizadas contra a doença ou que estavam com dose atrasada. Agora, a nova etapa da campanha, que se inicia no próximo dia 18 e vai até 30 de novembro, terá como público-alvo adultos com idade entre 20 e 29 anos que não estão com o cartão em dia.

O foco da primeira etapa foi colocar em dia o cartão daqueles que ainda não foram vacinados ou que não tomaram todas as doses, ou seja, crianças de seis a 11 meses, e as que não foram vacinadas nesse período, de um ano até faltando um dia para completar cinco anos. Conforme conta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, para estar imunizado contra a doença, é necessário ter duas doses da vacina triviral registrada em cartão. “Quem não tem essas duas doses tem que tomar ou se tiver com a segunda dose atrasada. A vacina é o meio mais eficaz para prevenção contra a doença, que já chegou a fazer vítimas fatais pelo país. Apesar do fim da campanha, a vacina entra como rotina e acontece normalmente nos postos de saúde”, ressalta. Daniela acrescenta que grande parte da população menor de dois anos está coberta pela vacina e na nova etapa será a vez de jovens de 20 a 29 anos.

A coordenadora ressalta ainda que o sarampo já chegou a ser erradicado ao país, mas que dado à baixa cobertura vacinal de uns anos para cá, voltou com força total. “Nós entendemos que isso aconteceu mediante a pouca procura pela vacina, que é alimentada pela crença de que causa reação, o que não é verdade, e com isso acaba reduzindo a cobertura vacinal voltando a doença, porque ela não deixou de existir no mundo”, completa.

CASOS SUSPEITOS
Em Paraíso já houve casos suspeitos registrados, mas importados de outros municípios. Isto mostra que o vírus tem circulado na região, inclusive com casos confirmados. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), atualizados no último dia 23 de outubro, desde o início do ano foram confirmados 70 casos de sarampo em Minas Gerais. A partir de junho o número de casos suspeitos aumentou, totalizando 1668 notificações provenientes de 226 municípios no estado.

Segundo a SES/MG, os primeiros 70 casos confirmados estão relacionados à importação do vírus de doentes que estiveram no Estado de São Paulo ou por contato direto com doentes provenientes das cidades de São Paulo (SP). A partir das investigações realizadas pelas vigilâncias locais nas últimas semanas, vêm sendo detectados casos sem vínculo com importação.

A DOENÇA
O sarampo é transmitido diretamente de pessoa a pessoa, através de gotículas do nariz, boca ou garganta de pessoas infectadas pelo vírus. Os acometidos pela doença podem evoluir com complicações graves, incluindo encefalite, pneumonia e morte, principalmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

Entre os sintomas da doença, que chegam até mesmo se assemelhar à dengue, está a febre, manchas avermelhadas pelo corpo, tosse, coriza, conjuntivite (olhos vermelhos e lacrimejantes), fotofobia (sensibilidade à luz) e pequenas manchas brancas dentro da boca, semelhante ao que é conhecido popularmente por “sapinho”.

Conforme orienta a Vigilância em Saúde, é importante vacinar, principalmente diante do cenário que país vem enfrentando e de um movimento antivacina que tem preocupado os profissionais da saúde. A vacinação é o meio mais seguro de prevenir e evitar a doença.

QUEM DEVE SER VACINADO?
- Dose zero: Devido ao aumento de casos de sarampo em alguns estados, todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas (dose extra);

- Primeira dose: Crianças que completarem 12 meses (1 ano);

- Segunda dose: Aos 15 meses de idade, última dose por toda a vida.

ADULTO DEVE SE VACINAR?

Se tomou apenas uma dose até os 29 anos de idade:

- Se a pessoa tiver entre 1 e 29 anos e recebeu apenas uma dose, recomenda-se completar o esquema vacinal com a segunda dose da vacina;

-  Quem comprovar as duas doses da vacina do sarampo, não precisa se vacinar novamente;

NÃO TOMOU NENHUMA DOSE, PERDEU O CARTÃO OU NÃO SE LEMBRA?

- De 1 a 29 anos - São necessárias duas doses;

- De 30 a 49 anos - Apenas uma dose.

GRÁVIDAS PODEM TOMAR A VACINA CONTRA O SARAMPO?

A vacina é contraindicada durante a gestação pois são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado. A gestação tende a diminuir a imunidade da mulher, o que deixa o sistema imunológico mais vulnerável e, por isso, a vacina pode desenvolver a doença ou complicações. O recomendado pelo Ministério da Saúde é que a mulher que faça planos de engravidar tome todas as doses da vacina antes, podendo esta ser a tríplice ou a tetra viral, e mantenha toda a rotina prevista no Calendário Nacional de Vacinação atualizada, para se proteger e proteger o bebê.

QUAIS SÃO AS VACINAS QUE PROTEGEM DO SARAMPO?

- Dupla viral: Protege do vírus do sarampo e da rubéola. Pode ser utilizada para o bloqueio vacinal em situação de surto;

- Tríplice viral - Protege do vírus do sarampo, caxumba e rubéola;

- Tetra viral - Protege do vírus do sarampo, caxumba, rubéola e varicela (catapora).