198 ANOS PARAÍSO

JK ouviu boa serenata em Paraíso

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Cidades | 14-11-2019 16:17 | 522
Foto de Reprodução

Dia desses tive a satisfação imensa em rever meu amigo e compadre José Lauria (Zezito), com quem tenho grande afinidade e vivenciei bons momentos. Foram incontáveis serenatas, muitas viagens e bailes. Integramos os Brasões. Zezito é saxofonista e clarinetista. Isso sem contar os palcos que dividimos em memoráveis carnavais, que seria um capítulo a parte.

Nos “Românticos da Seresta” meu compadre Zezito era violinista. Em Paraíso para se fazer serenatas houve época em que era necessário alvará assinado por delegado de polícia. E o legendário Orlando Furlan, o Curuta, nos concedeu um em caráter permanente, com a condição de que a primeira serenata de cada noite seria em sua residência, no início da rua Dr. Placidino Brigagão.

Compadre Zezito com sua musicalidade também arranhava alguns solos e acompanhamentos ao violão, e certa feita, ele ainda bem jovem foi requisitado por seu pai, Senhor Caetano Lauria, exímio violinista, para uma serenata especial. O ex-presidente da República Juscelino Kubitscheck, apreciador de boa música, notadamente o estilo seresteiro, em visita a Paraíso estava hospedado na residência do então prefeito, Alípio Mumic, e solicitaram que Senhor Caetano com seu grupo musical tocassem para JK.

No decorrer da apresentação, janelas foram abertas e Juscelino não escondia seu marcante sorriso, nem poupou elogios pela beleza das canções, e pela interpretação dos músicos.

Contou-me  Zezito que caminhava tudo muito bem ele harmonizando ao violão, até quando lhes foi apresentado um daqueles senhores que estavam com JK. Era Dilermando Reis, compositor e tido como um dos maiores violonistas brasileiros. “Aí minha perna tremeu, compadre”, disse-me Zezito.

Fica o registro: Juscelino se emocionou com serenata de Senhor Caetano Lauria, em Paraíso, na noite em que Dilermando Reis se rendeu aos acordes de meu compadre, mais que irmão, José Lauria, ao “pinho”.
por Nelson Duarte - Jornal A Semente da APC