BELO HORIZONTE

Vereadores pedem apoio a deputados na ALMG pela redução de conta da Copasa

Por: João Oliveira | Categoria: Política | 14-12-2019 10:55 | 569
Vereadores entregaram cerca de 70 ofícios
Vereadores entregaram cerca de 70 ofícios "pedindo socorro" em nome da população Foto de DIVULGAÇÃO

O presidente da Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso, Lisandro José Monteiro, e o vereador José Luiz das Graças, estiveram na quinta-feira (12/12) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) onde foram pedir apoio para a redução no valor da conta de água e esgoto em Paraíso. Os vereadores levaram 70 ofícios para distribuir para cada um dos deputados e, em uma dessas entregas, conseguiu uma reunião com o diretor da Arsae, Antônio Claret de Oliveira Junior.

Em ofício, os vereadores destacaram que moradores em São Sebastião do Paraíso "não estão suportando os altos valores cobrados, sem contar que as obras ainda não foram totalmente finalizadas, em evidente descumprimento do contrato com a Prefeitura, inicialmente com prazo de finalização para o ano de 2015. Desta forma, solicitamos intervenção dos nossos representantes Estaduais, para solucionar este problema", diz trecho do ofício.

Conforme Lisandro, o deputado Cleitinho Azevedo conseguiu agendar reunião com o diretor da Agencia Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais  (ARSAE-MG), Antônio Claret de Oliveira Junior. "Ele nos explicou que o problema é que a Copasa trabalha com regime de compensação, ou seja, ela retira de um lugar para aplicar em outro que está dando prejuízo e não podemos pagar a conta de outros municípios", destacou.

Segundo Lisandro, Claret informou que está em tramitação um marco regulatório que irá por fim a esse sistema de compensação e é possível que até 2021 haja a redução dessas contas. "Com o marco regulatório, cada unidade da Copasa irá tomar conta da sua região. O preço que iremos pagar é outro, não terá essa compensação e é onde que poderemos brigar para baixar a tarifa de água e, consequentemente, de esgoto. Há esta possibilidade, mas vamos ter que brigar por isso", completou.

Por fim, Lisandro Monteiro destacou que o próximo passo será uma audiência pública em São Sebastião do Paraíso, mobilizando lideranças políticas, a Arsae e Copasa para definir os novos rumos da situação e encontrar uma solução que seja viável a todos. "Marcaremos o mais rápido possível, iremos reunir todos os deputados, diretores da Arsae para prestar esclarecimentos a população", finalizou.