CÁSSIA e DELFINÓPOLIS

Ponte sobre o Rio Grande entre municípios de Cássia e Delfinópolis: projeto é apresentado

Por: Redação | Categoria: Política | 03-01-2020 17:41 | 1221
Foto de Reprodução

O município de Delfinópolis conseguiu importante passo em busca de um sonho antigo de sua população. Nesta sexta-feira (3/1), a empresa Furnas Centrais Elétricas fez a entrega oficial do projeto básico para a construção de uma ponte sobre o Rio Grande, na rodovia MG -856, interligando Delfinópolis a Cássia.

Deputado federal que realizou um trabalho que viabilizou o projeto, Carlos Melles – hoje presidente do Sebrae Nacional, foi o convidado especial da prefeita Suely Alves Ferreira Lemos para a apresentação do projeto à população, em um evento na Praça Central que reuniu lideranças políticas municipais, empresários, o deputado estadual Cássio Soares (PSD), e centenas de populares.

“A gente não constrói nada na vida sem ter sem ter um projeto, depois de muitas idas ao Rio e Brasília, sempre como o apoio do Carlos Melles, conseguimos finalmente este projeto junto a Furnas. É mais um passo fundamental para a construção da ponte. A gente tem que acreditar, correr atrás, é um sonho de todos nós. Com o projeto em mãos, vamos agora atrás dos recursos”, disse a prefeita em sua fala.

“Avançamos mais uma etapa”, resumiu o deputado Cássio Soares, em um discurso que pregou a união em torno do projeto da ponte e da pavimentação da BR 464.

Carlos Melles, além de ver a materialização do projeto da ponte, esteve no município com uma missão como presidente do Sebrae, já que em Delfinópolis a instituição é parceira estratégica na feira da banana e na criação da marca coletiva da fruta produzida no município, maior fonte empregadora da cidade, que produz anualmente 80 mil toneladas de bananas. O Sebrae é parceiro ainda em ações consistentes no fortalecimento do turismo regional, tendo como base as belezas naturais do Parque da Serra da Canastra e entorno, e os Lagos de Furnas e Peixotos.

“O início da obra está aqui, o projeto já faz parte da obra. Não se inicia uma obra sem projeto”, pontuou Carlos Melles, que ao apresentar o projeto básico, conclamou a união de forças políticas, empresariais, e populares, priorizando a construção da ponte. “Seguramente avançamos, este projeto nos dá rumo, mas ainda temos uma luta grande e podemos vencer se formos capazes de acreditar e somar forças”, disse, enumerando, por exemplo, os parlamentares da região como fundamentais no processo, e alertando a todos para a necessidade de sensibilização do governador Romeu Zema e de autoridades nacionais, tarefa a que ele próprio se propôs, em função do relacionamento que tem.

O projeto básico apresentado por Furnas foi desenvolvido pelas empresas OTZ Engenharia e Tecton Engenharia, e está orçado em aproximadamente 140 milhões de reais, para a construção de uma ponte sobre os 1,8 km que separam o Rio Grande de uma margem a outra. Hoje, o transporte de pessoas, veículos, e o escoamento da produção agrícola - especialmente de bananas e soja, como de todo movimento de milhares de turistas, é feito por meio de balsas. As embarcações resolvem em parte o problema, mas as filas são inevitáveis em finais de semana, agravando em feriados. Os moradores aguardam há 60 anos pela construção da ponte. (por Paulo Delfante)

Com a elaboração do projeto básico de engenharia, as autoridades têm agora a tarefa de buscar os recursos necessários para a viabilização do empreendimento.