SATÉLITES

Paraisenses avistam luzes no céu e confundem satélites com Ovini"s

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 18-01-2020 12:45 | 3513
Várias pessoas em diversos lugares do Brasil e em outros países relatam terem visto fileiras de luzes dos satélites
Várias pessoas em diversos lugares do Brasil e em outros países relatam terem visto fileiras de luzes dos satélites Foto de Divulgação

Moradores em São Sebastião do Paraíso relataram em redes sociais terem visto, e que ficaram intrigados com a aparição de um conjunto de luzes no céu, no início da semana. "Eu falo porque vi o que a princípio achei que fossem Ovni"s (Objeto Voadores Não Identificados), mas depois tudo acabou sendo esclarecido, o espanto e a curiosidade passaram, mas foi uma experiência sensacional", conta o radialista Josnei César, o Kid Colorado, a primeira pessoa que se manifestou publicamente sobre o assunto. Após algumas pesquisas constatou-se tratar de satélites artificiais Starlink, da empresa SpaceX, também visto de outros lugares do Brasil e que chamou a atenção de muita gente.

Na noite de terça-feira (14/1), vários moradores da cidade relataram em suas redes sociais terem visto luzes estranhas no céu da cidade. O fenômeno chamou a atenção e alimentou as teorias da conspiração em torno dos famosos Ovni"s. Conforme os relatos as pessoas diziam ter visto uma fileira de luzes passando pelo céu noturno, na região sudoeste de Paraíso, sentido a Serra da Pedreira.

Josnei conta que chegava à sua casa, no bairro Alto Bela Vista quando foi alertado da situação pelo seu vizinho que já tinha visto as luzes. "Quem não quiser acreditar tudo bem, eu acredito porque vi", disse.

Era pouco depois de 20h30 da noite de terça-feira. "Parei meu carro para abrir o portão e meu vizinho meu chamou para mostrar algumas luzes que estavam no céu no rumo de Ribeirão Preto", conta. Ele se situa dizendo que para quem está em São Sebastião do Paraíso a visão foi para o lado da pedreira. "Vi várias luzes seguindo na mesma direção, não piscavam e apareciam por um instante e depois sumiram, eu contei umas seis, meu vizinho me relatou que tinha contado umas dez, não foi uma coisa normal, gostaria de saber se mais alguém viu", relatou em um post na sua rede social.

Logo em seguida outras pessoas também manifestaram ter observado o mesmo acontecimento e também estavam surpresas. "Ontem (segunda) eu também vi com minha esposa", relata Maicon Lamber-tini. "Eu vi também. Não sei o que é, mas uma coisa é certa, não eram normais", opinou Renato Pento. Quem perdeu a chance lamentou não ter visto, como é o caso de Ceber Reis. "Não é possível, que eu não vi, acredito e muito, vejo muitos canais a respeito. Que pena que perdi esse fato", reclama.

Após divagações sobre a existência e presença de alienígenas as dúvidas sobre as luzes enfileiradas começaram a ser esclarecidas. Com o posicionamento de Marcelino Santos que informou a possível causa das luzes atribuídas por ele serem de satélites Starlink, da empresa SpaceX. "São satélites de uma empresa em fase de teste, que podem ser visto enfileirados e poderão ser visto toda vez que passar pelo Brasil após o anoitecer", anunciou. Segundo Josnei César a informação procede. "Fui verificar o que ele disse e realmente vi um vídeo e notícias sobre isso, concordo", admitiu.

 Segundo especialistas as luzes são dos satélites Starlink, da empresa SpaceX que pretende colocar 12 mil satélites em órbita para universalizar o acesso à internet. Estes dispositivos orbitam há uma altura que pode variar de 350 a 1.150 quilômetros em relação à superfície da Terra, e por isso podem ser vistos facilmente. Eventos semelhantes a estes foram registrados em várias cidades do Brasil e em também chamou atenção e despertou a curiosidade em outras partes do mundo.

Josnei afirma que ficou encantado e se diz um privilegiado por ter visto. "Neste dia estava na hora certa e no lugar certo", conta. Isso porque após ter recebido a tabela com indicadores das datas, locais, horários e localização das futuras passagens dos satélites Starlink ele foi conferir. "A previsão era de que passaria as 4 horas da manhã e me preparei para observar", descreve. Um pouco decepcionado Josnei comenta a situação vivenciada. "Vi apenas dois, são diferentes de avião. Eu gosto deste assunto, sempre que posso procuro ler sobre e estudar a respeito destas coisas", acrescenta.

Para quem gosta de vivenciar algo diferente, Josnei relata que "foi uma experiência sensacional, uma oportunidade única" descreve. Embora esteja atento sempre a olhar para o céu ele resume, "não sei se verei de novo, então já valeu a pena, mas continuo sempre atento", finaliza.