CASO DENGUE

Novo caso de dengue é confirmado no Cidade Industrial

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 04-02-2020 10:39 | 414
Foto de Reprodução

Um novo caso positivo de dengue foi confirmado no bairro Cidade Industrial, em São Sebastião do Paraíso. A Vigilância em Saúde já havia registrado um caso no mesmo bairro, também positivo, há cerca de uma semana. Apesar do número considerado baixo, até o momento foram registrados 27 casos, dos quais 8 foram descartados, dois confirmado e os demais aguardam resultado.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, o que preocupa no momento é o fim das chuvas, quando deve começar a ser registrado um aumento de notificações e também de casos positivos da doença. “Estamos em alerta porque sabemos que o vírus já está circulando no município, muito embora os casos registrados sejam uma possível importação, já que os pacientes viajaram”, comenta.

A coordenadora destaca que um dos maiores desafios tem sido conscientizar os moradores da importância de se estar atento à questão dos focos no município. “Os agentes chegam às residências, e sempre encontram algum foco. Em uma visita recente, no São Judas, o agente chegouà residência de uma pessoa acamada e, além de retirar sacos com diversas garrafas e latas, encontrou cinco focos do mosquito em panelas jogadas no quintal”, conta.

Daniela ressalta que a população precisa estar atenta, já que é alto o número de incidência dos focos do mosquito em São Sebastião do Paraíso. “Precisa ser uma luta de todos. Se você cuida do seu quintal e percebe que o vizinho ou alguém próximo não faz o mesmo, tenta orientar e conversar com essa pessoa, se não adiantar, pode nos solicitar até mesmo pelo aplicativo da Ouvidoria, o E-ouve, onde inclusive podem ser feitas denúncias”, destaca.

Conforme a coordenadora do setor, a fala é sempre a mesma: não deixar materiais que possam acumular água nos quintais, não descartar lixo em lugar irregular, e sempre verificar o quintal, já que a proliferação do mosquito, bem como seu desenvolvimento é bem rápido. “Estamos atentos à doença, mas a expectativa é que esses números aumentem muito com o fim das chuvas”, completa.