QUINTO CASO

Dengue: sobe para cinco, casos confirmados em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 09-02-2020 20:59 | 1023
Foto de Reprodução

Subiu para cinco o número de casos confirmados de dengue em São Sebastião do Paraíso. A maioria, ainda no Cidade Industrial, onde agentes epidemiológicos realizam bloqueio, mas também houve registro no Jardim Coolapa. Atualmente, 33 casos já foram notificados, dos quais nove foram descartados.

Moradores têm pedido o uso do fumacê em seus bairros, mas a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, explica que este recurso é em casos em que o município esteja em estado de epidemia. "Esse veneno não pode ser lançado no meio ambiente de qualquer forma, somente quando há mais de 300 casos suspeitos de dengue", informa.

Conforme a coordenadora, a Vigilância trabalha o bloqueio com bombas costais nos bairros onde foram confirmados casos de dengue. "É um bloqueio feito num raio de 30 metros dos locais notificados, o fumacê é somente com intervenção do estado. Os casos ainda são bem esporádicos, não são muitos casos no mesmo bairro, então estamos trabalhando bloqueios bem pontuais", acrescenta.

Daniela ressalta ainda que chegou ao município veneno encaminhado pelo estado para que continuem os bloqueios e, ainda, que a Vigilância está aguardando o tempo "afirmar" para que possa iniciar os mutirões. Em todo o Estado já foram registrados, de acordo com dados divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), 6.988 casos somente neste ano.

A SES informou que, quanto aos óbitos, em 2019 foram confirmados 178 e 89 permanecem em investigação. Em 2020, cinco óbitos permanecem em investigação e até o momento nenhum foi confirmado. Em relação à Febre Chikungunya, foram registrados 2.776 casos prováveis em 2019. Desse total, 48 gestantes, sendo 12 com confirmação laboratorial. Em 2020, até o momento, 131 casos prováveis foram notificados sendo dois casos em gestante. Já em relação à Zika, em 2019 foram registrados 698 casos prováveis, sendo 158 em gestantes. Em 2020 até o momento foram registrados 52 casos sendo seis em gestantes

ORIENTAÇÃOES
A coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, voltou a ressaltar que somente com o envolvimento da população é que será possível acabar com mosquito da dengue e frear o aumento da doença no município. Ela enfatiza a importância de não deixar água parada e, principalmente, não fazer descarte de lixo de maneira irregular.

Além disso, situações irregulares podem ser denunciadas à Vigilância pelo telefone 3539-1040 ou pelo aplicativo E-ouve da Prefeitura. Daniela ressalta a importância de se manter um diálogo aberto com os vizinhos e buscar, por meio da conscientização, mostrar a importância de cada um cuidar do seu própria quintal.

PEQUENAS AÇÕES FAZEM A DIFERANÇA
Para que possa colaborar com as ações da Vigilância, o cidadão deve:

  • tomar cuidado especial no armazenamento e destinação do lixo, mantendo-o em recipiente fechado e disponibilizando-o para recolhimento pela Limpeza Urbana na frequência usual;
  • jamais descartar o lixo ou qualquer outro material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos;
  • manter a caixa d"água sempre limpa e totalmente tampada;
  • manter as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água;
  • eliminar os pratinhos de vasos de plantas; caso não seja possível, mantê-los limpos e escovados pelo menos três vezes ao dia;
  • manter limpos e escovados os bebedouros de animais domésticos; a água deve ser trocada diariamente;
  • manter piscinas sempre em uso e devidamente tratadas;