SEGURANÇA

Segurança Pública busca união de forças para amenizar problemas em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 15-02-2020 09:28 | 443
Foto de João Gustavo

Uma reunião convocada pelo secretário municipal de Segurança Pública, Miguel Félix, e que contou com representantes da Polícia Militar, Delegacia da Mulher, Conselho Tutelar e Secretaria de Desenvolvimento e Ação Social, debateu na manhã desta quarta-feira (12/2) medidas que podem ser tomadas em conjunto para resolver a questão de andarilhos, tráfico de drogas, prostituição e menores de idade no município.

Um dos primeiros temas debatidos foi em relação à denúncia de prostituição e tráfico de drogas na Rodoviária. O grupo debateu sobre as dificuldades de se combater a prostituição e, também, das ações que podem ser tomadas para coibir esta que é uma das principais reclamações naquele local.

Também foram discutidos outros assunto, entre eles  os recentes homicídios que aconteceram em Paraíso e distrito de Guardinha, e também, um tema levantado pelo comandante da PM, o tenente-coronel Charles Kerley Batista, que são as casas que estão abandonadas, servindo de abrigo para andarilhos e usuários de droga.

O comandante da PM pontuou que ao contrário do que vem sendo veiculado em rede sociais, São Sebastião do Paraíso está entre os município com menor índice criminal e que, dentre os homicídios registrados, apenas um teria ligação com crime de tráfico. Ele destacou que boa parte dos crimes violentos estão relacionados a consumo de bebidas alcoólicas, e é difícil é combater isto.

Foi discutida também a situação envolvendo a violência da mulher e medidas que podem ajudar a reduzi-la em Paraíso, entre elas ações de conscientização e a necessidade de um espaço dedicado a Delegacia da Mulher. Discutiu-se também a situação de drogas em festas e eventos realizados no município, bem como a importância de uma fiscalização.

Outro assunto muito discutido, foi em relação à questão dos andarilhos, entre elas a dificuldade de se identificar essas pessoas e dar um suporte para que elas retornem para suas famílias. Segundo Félix, são diversas as denúncias que chegam à Secretaria de Segurança Pública, o que motivou a reunião para traçar um plano de trabalho e buscar solução em conjunto com demais órgãos de segurança.

"Com esses levantamentos, iremos realizar um plano de trabalho buscando resultados. Há entre as principais reclamações, a questão de andarilhos e pessoas que ficam ocupando espaços públicos trazendo transtornos para a população. Pensando nisso, convidamos PM, PC, Ação Social e Conselho Tutelar para desenvolvermos juntos medidas que possam gerar resultados efetivos", completa.