ELEIÇÕES 2020

Possíveis pré-candidatos à Prefeitura começam a fomentar debate político em Paraíso

Por: Redação | Categoria: Política | 07-03-2020 09:25 | 1681
Foto de Arquivo

Com a proximidade das eleições para prefeito e vereadores,  em São Sebastião do Paraíso alguns nomes, embora não oficializados, já começam a fomentar o debate político no mu-nicípio. Ainda é preciso aguardar as convenções partidárias para que somente assim fiquem definidos os candidatos.

Entretanto, entre os mais citados à pré-candidatura, estão o atual prefeito Walker Américo Oliveira, os vereadores Marcelo de Morais, Vinício José Scarano, José Luiz das Graças, e a vice-prefeita Dilma Aparecida de Oliveira.

O Jornal do Sudoeste fez contato com alguns desses possíveis candidatos para saber como tem se delineado o cenário para essas eleições. Entre eles, o vereador José Luiz das Graças, que atualmente é filiado ao partido Democratas (DEM), e embora afirme que colocará seu nome à disposição, conta que deve encontrar resistência dentro do próprio partido.

"Presidentes de alguns partidos me convidaram a filiar para que eu possa lançar minha pré-candidatura por já ser consenso nesses partidos, são partidos que defendem o meu nome para disputar ao cargo de prefeito e estou analisando com carinho cada convite", ressalta.

O vereador diz ainda que em respeito ao Democratas, só depois de decidido irá anunciar se continua no partido ou se mudará para lançar sua pré-candidatura ao cargo de chefe do Executivo.

"O que me fez colocar o meu nome a pré-candidato a prefeito é a necessidade de dar a São Sebastião do Paraíso uma boa administração, acredito que todos desejam isso, esperam por muito tempo uma cidade de oportunidades para todos", avalia. Caso ele não dispute a cadeira para prefeito de Paraíso, das Graças diz tentará a reeleição a vereador, já que acredita no compromisso que o Legislativo tem em fiscalizar o Executivo no que tange as contas públicas, além da garantia no cumprimento das leis vigentes, bem como estudos criteriosos dos projetos.

O vereador Marcelo de Morais, do PSDB, é um nome que já vem sendo ventilado para a disputa desde cargo. Ele confirmou que estará à disposição para pré-candidato a prefeito e destacou que já recebeu o convite de quatro partidos: o Partido Social Cristão (PSC), o Partido Progressista (PP), Partido Republicano (PRB) e Partido Solidariedade.

Morais conta que com a janela eleitoral à vista, ele deve definir qual partido irá se filiar e destaca que esses quatro estão alinhados para caminhar juntos, no entanto, independentemente de pré-candidatura ou não, o próximo prefeito de São Sebastião do Paraíso terá que estar focado em assuntos sérios para o município, entre eles o equilíbrio das contas públicas.

"Vejo com preocupação esta questão das contas públicas e da dívida da prefeitura e, também, que a geração de emprego deva ser uma plataforma de campanha para todos os candidatos. Empresas que querem se instalar em Paraíso encontram muitas dificuldades e a impressão que temos é que não há interesse para gerar empregos", avalia.

Ele cita também que outra preocupação é com a Saúde em Paraíso, que segundo afirma, precisa ser redesenhada, principalmente para a Atenção Básica. "Isso para que as Unidades de Saúde da Família tenham um trabalho de resolutividade para o cidadão e que a equipe dessas USFs tenha condições de poder oferecer essa resposta, que a UPA possa ser voltada para o atendimento também de urgência e emergência e que a Santa Casa possa atender o que chamas de média e alta complexidade. O que não pode é o município sobrecarregar o hospital com serviços que deveria prestar", aponta.

Ainda, segundo o vereador, será um desafio, principalmente no que diz respeito aos planos de cargo e carreiras dos servidores municipais. "Isto é para que realmente haja resolutividade e que esses cargos não fiquem ultrapassados. Vejo que a prefeitura como um todo precisa se reorganizar: a sensação que temos é que as secretarias não se comunicam entre si e que há uma burocratização muito grande dos serviços públicos. Já temos tudo isso tabulado no nosso plano de governo e na oportunidade, quando decidir em qual partido filiar e essa pré-candidatura se tornar uma candidatura, iremos colocar essas propostas ao cidadão para os próximos quatro anos se assim a população escolher. Mas de modo geral, tenho visto com tranquilidade o processo eleitoral", finaliza.

O vereador Vinício José Scarano, do partido Solidariedade (SD), conta que tem a intenção de candidatar-se a prefeito e que tem recebido convites tanto de partido, quanto de algumas pessoas. "Ainda preciso definir, mas minha decisão deve ser tomada quando acontecer as convenções, mas existe a possibilidade de eu concorrer já que existem os convites", aponta.

Scarano comenta que a política de maneira geral cria barreiras para que boas pessoas possam se interessar por ela, principalmente àqueles que já estão equilibrados econômica e emocionalmente. "Não há o interesse por parte dessas pessoas pelo desgaste e exposição que é quando você se torna figura pública e seu nome passa a estar em jogo. Você pode ser a pessoa mais honesta do mundo, mas qualquer erro pode complicar a vida do cidadão, o que leva as pessoas se afastarem da política e do processo. O que venho tentando é plantar uma semente para que essas pessoas não se afastem e participem do processo eleitoral e para que a gente que já está envolvido não desista. Não é fácil. Eu gosto de política e estou tentando construir um futuro, mas entendo aqueles que não gostam", completa.

A vice-prefeita Dilma de Oliveira também disse que será pré-candidata, mas adiantou que por enquanto vê o cenário incerto já que nomes para pré-candidatos há muitos. Ela acredita que até agosto a situação deva ficar mais delineada. "Lancei minha pré-candidatura com o apoio do deputado Emidinho Madeira, e do senador Rodrigo Pacheco, e também de outros deputados. Ainda não defini por qual partido irei sair, se será PSC ou PSB. O vice estou sondando, mas já tive alguns convites e propostas, mas ainda estou analisando", enfatiza.

Conforme aponta a vice-prefeita, ainda não há um cenário definido com os nomes que irão disputar as eleições. "Mas estou analisando o contexto todo e vamos pedir para que Deus guie o caminhar de todos nós e o que tiver que ser já está escrito", completou.

Outro nome que também circula como possível pré-candidato à prefeitura é Rafael Pereira de Souza, o Bananinha, que tentou a disputa pela cadeira em 2016.

Pelo Partido dos Trabalhadores (PT), segundo informações são lembrados como possíveis pré-candidatos o ex-vereador José Luiz Corrêa, o atual presidente do diretório municipal, Ubirajara Ferreira, e Igor Marques.

O vereador Sérgio Aparecido Gomes (Sérginho), a exemplo de eleições anteriores, é citado como opção como candidato para o grupo político do qual faz parte. Sérginho confirma ter a intenção de candidatar-se, e que tem o apoio do PSD ao qual é filiado, conforme lhe assegurou o deputado Cássio Soares. Ao Jornal do Sudoeste Serginho disse estar fazendo avaliações de modo "nortear" suas decisões.

A advogada Daiane Andrade, filiada ao Avante, é outro nome como tido como pré-candidata a prefeita.

O prefeito Walker Américo Oliveira, do PTB, embora procurado pelo "JS" não se manifestou, segundo assessores próximos, por não haver nada definido já que decisão depende do grupo ao qual ele faz parte. No entanto, é voz corrente que ele tem feito articulações em busca de apo-io, e não esconde sua pretensão em candidatar-se à reeleição.

Sobre questionamentos de que haveria impedimento legal, por ter assumido a Prefeitura com a renúncia do ex-prefeito Rêmolo Aloise, e posteriormente disputado nas urnas o atual mandato, afirma-se que consultas foram feitas, e Walker não terá problemas para registrar sua candidatura.

Todavia, esse ponto de vista não é compartilhado até mesmo por correligionários de Walkinho, no entendimento que ele poderá esbarrar na questão jurídica (eleitoral), além de ter que superar barreira de ordem política.

O "JS" quis saber a posição do Democratas quanto a disputa eleitoral, mas assessor do ex-deputado Carlos Melles, presidente do diretório do partido em São Sebastião do Paraíso, disse que ele se encontrava em viagem para o Ceará, cumprindo agenda de trabalho como presidente nacional do SEBRAE.