DIFICULDADES

Hemominas garante funcionamento em Passos, mas admite dificuldade financeira

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 15-03-2020 21:29 | 591
Foto de Reprodução

A preocupação com a possibilidade do fechamento do núcleo do Hemominas em Passos gerou preocupação e fez com que a vereadora Cidinha Cerize se mobilizasse junto a lideranças políticas da esfera estadual e federal para garantir o funcionamento da unidade que estaria sob ameaça. O Hemonúcleo, que funciona em Passos, atualmente atende 16 municípios da região, incluindo São Sebastião do Paraíso.

Conforme destaca a vereadora, começou a ser ventilado na imprensa de Passos a possibilidade do fechamento do Hemominas, o que causaria um impacto muito grande para a região e, principalmente, para São Sebastião do Paraíso onde funciona o Hospital do Coração. "Neste caso, o deslocamento para o fornecimento de bolsas de sangue para o Hospital seria muito maior. Diante disto, mobilizei deputados estaduais e federais para solucionar a questão", conta.

A vereadora destaca que diante da demanda a equipe do deputado Estadual Antônio Carlos Arantes foi à Secretaria Estadual de Saúde a fim de interceder sobre a questão. "A resposta oficial é que não será fechado, entretanto foram adotadas medidas restritivas que devem impactar no banco de sangue da Santa Casa de Paraíso. Será mantido o abastecimento, porém serão feitas restruturações e garantiram que não irá fechar a unidade", destacou a vereadora.

A Fundação Hemominas, em retorno a questionamento da reportagem do Jornal do Sudoeste, reconheceu que existe a dificuldade financeira enfrentada pela instituição e tem sido tomadas medidas para que o serviço das 24 unidades e seis postos avançados não sejam afetados pelas questões de ordem financeira.

Segundo a assessoria de comunicação do Hemominas, a Fundação tem um gasto mensal de aproximadamente R$ 21,3 milhões para garantir a qualidade e o funcionamento de suas 24 Unidades e seis Postos Avançados de Coleta Externa em todo o Estado. Diz ainda que R$1,8 milhão é destinando à Unidade de Passos.

"A redução de despesas é uma realidade da gestão pública em todas as esferas de governo, e isso, certamente, abrange a Prefeitura e a Hemo-minas, porque é de conhecimento de todos a dificuldade financeira que o Estado tem sofrido. No entanto, a Fundação Hemominas esclarece que a parceria entre a Prefeitura de Passos e a instituição existe desde 1995, e os compromissos sempre foram reciprocamente cumpridos, dentro da sua respectiva capacidade técnica e financeira", informa.

A Hemominas é responsável pelos insumos, fornecimento, manutenção e calibração de equipamentos, treinamento dos servidores, campanhas de captação, dentre outras. Segundo informa a instituição, o ente municipal tem a responsabilidade de ceder os servidores e fazer a manutenção predial, o que tem feito desde o início da parceria, dentro das suas possibilidades.

"Diante do cenário atual, têm sido adotadas medidas de racionalização, contudo, existe um cuidado de não prejudicar e nem interromper os serviços da Hemominas. As ações implementadas nas Unidades da instituição são discutidas e alinhadas previamente e são aplicadas em toda a rede.  A Hemominas atua de forma consciente e visa a prestação de serviço de qualidade aos doadores e pacientes", completa.