CANCELAM MANIFESTAÇÃO

Servidores Federais em greve cancelam manifestação, mas seguem mobilizados

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Justiça | 19-03-2020 15:11 | 211
Servidores fixaram faixas e cartazes nas proximidades do forum trabalhistas chamando atenção para suas reivindicações
Servidores fixaram faixas e cartazes nas proximidades do forum trabalhistas chamando atenção para suas reivindicações Foto de Divulgação

Servidores públicos federais que estão em estado de greve em Minas Gerais continuam mobilizados e fazendo algumas ações de conscientização da população através das redes sociais e outras atividades. A manifestação que estava marcada para ocorrer na quarta-feira,18,  em todo o Estado acabou sendo cancelada em função das medidas adotadas para evitar concentrações de pessoas devido ao novo Coronavírus. Ainda assim, em São Sebastião do Paraíso alguns servidores afixaram faixas e cartazes no fórum da Justiça do Trabalho da cidade para chamar a atenção das pessoas que frequentam o local.

Conforme informações do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado de Minas Gerais (Sitraemg)m quarta-feira, 18, aconteceria em todo o País o Dia Nacional de Greve e Mobilização Digital em Defesa do Serviço Público.

Em São Sebastião do Paraíso servidores de várias repartições federais já estavam se mobilizando e juntando-se a outras categorias quando planejavam a realização de uma ato público em frente a Prefeitura, evento que acabou cancelado.

De acordo com o Sitraemg em razão da pandemia de COVID-19 e para evitar qualquer risco à saúde de servidoras e servidores , o sindicato manteria a greve geral e cancelou as aglomerações do dia 18 de março, conforme orientações  das Centrais Sindicais.  

Os protestos são em relação às políticas do governo referente ao desmonte do serviço público e retirada de direitos do funcionalismo. Os servidores reclamam e se posicionam contrários à proposta de reforma administrativa defendida pelo governo. Também discordam da Medida Provisória da Carteira Verde Amarela e das propostas de emenda à Constituição, a chamada PEC do Plano Mais  Brasil entre outras reivindicações. 

Conforme informações obtidas pela reportagem a categoria continuará mobilizada em estado de greve aguardando novas instruções  do sindicato para novas manifestações.

Como as atividades do Judiciário também estão suspensas como medida preventiva para evitar a proliferação do contágio do coronavírus, a orientação do sindicato é para que de casa os servidores continuem mobilizados pelas redes sociais.