APC

O futuro já chegou ou será outro sonho?

Por: Fernando de Miranda Jorge | Categoria: Cultura | 17-03-2020 17:14 | 486
Fernando de Miranda Jorge
Fernando de Miranda Jorge Foto de Reprodução

Descobri numa noite dessas, num sonho, pouco ou quase nada, que a realidade, que conheço, é só uma história dos sonhos. Não sei por quem, nem de onde o sonho vem. Sonhar é bom, mas cuidado com ele ao acordar. Sei que sonhar é possível e o sonho vem.

Por ele, podem-se realizar ou viver maravilhas. Ou sonha Deus, ou sonho eu, ou sou um sonho de Deus, ou Deus é um sonho meu.

Um ou outro. Entendeu?

É assim que vejo hoje a cidade de Jacuí. Não que ela seja um sonho, mas ter o que sonhar por ela. Por isso, sonho assim: efetivar o atrativo turístico, um dos poucos, do projeto viável das “Ruínas do Sítio do Lanhoso”; “no prédio centenário, de possível construção primitiva em 1784, onde abriga a Casa da Cultura” no segundo piso, e que, no ano de 2001, pretendeu-se transformar, no lugar da Cadeia Pública, no primeiro piso, o Museu de Jacuí. Sonho! A Cadeia foi desativada recentemente. E por que tanta demora na ocupação daquele espaço histórico?

“O Arquivo Público”? O sonhado “Sítio Escola”, a todo tempo viável, suas dependências prontas em ruínas? Entra governo, sai governo, e nada de concretizar o sonho?

Sonho ainda de uma Jacuí limpa, com suas ruas, suas calçadas e praças bem cuidadas, e que os seus ocupantes respeitem-nas e joguem o lixo no lixo. É sonho, também, esperar o saneamento básico, incluindo 100% de rede de esgoto?

Uma residência no bairro Santa Cruz, na Avenida José Eduardo de Souza, caminha para a terceira “fossa”! Que futuro é esse?

Mais: experimentamos, nesses dias de calor intenso, uma Jacuí sem verde, sem sombras... A ausência do verde é a responsável por esse calor excessivo, poluição atmosférica, doenças respiratórias. Árvores são indispensáveis à manutenção de uma vida saudável, tanto quanto a água e a luz.

Será ainda sonho ver o único clube da cidade (hoje sem condições de ser reconhecido como “Tênis Clube”) transformado em um polo de disseminação cultural, social, saúde, esporte e lazer para a família jacuiense?

O futuro já chegou. E é hora de esperar respostas e ações das autoridades vigentes e dos futuros candidatos a mandatários do município.

Estamos em ano eleitoral. Antes do petitório do voto, que tal idealizar projetos e orçamentos para os anos vindouros? Será melhor para toda a população cidadã, que acredita, assim como eu, nas melhorias desta cidade gostosa para se viver.

Eta, plataforma política para 2021!

Fernando de Miranda Jorge - Acadêmico Correspondente da APC / Jacuí/MG
fmjor31@gmail.com