SANTA CASA

Santa Casa de Paraíso adota medidas para conter epidemia de coronavírus

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 21-03-2020 22:18 | 62
Foto de Reprodução

A Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso iniciou nesta semana a adoção de uma série de medidas para contenção da epidemia de coronavírus. Segundo o hospital são medidas que necessitam ser tomadas agora antes que o caos chegue ao município e que vão funcionar como medidas de prevenção.

De acordo com a assessoria de comunicação da Santa Casa é importante salientar à comunidade que "não há motivo para pânico. Não há casos confirmados e as ações adotadas funcionam como prevenção".

Apesar dos transtornos que possam causar à população ou mesmo a comunidade assistida, o conjunto de medidas adotadas são consideradas de extrema importância para a proteção de toda a população.

O hospital informa que "em tempos de epidemia ou pandemia, uma das primeiras ações tomadas é a redução da circulação de pessoas dentro do hospital ou de outros espaços, para evitar o contágio de pessoas, tanto as saudáveis como as do grupo de risco".

Entre as medidas constam as mudanças nos horários de visitas que foram reduzidos e foram implantadas regras de restrições para visitantes e acompanhantes.

Como o tempo de duração do atual quadro de risco de contágio é indeterminado, o hospital pede a compreensão de todos. "Temos uma equipe interna de controle da epidemia formada por vários segmentos do hospital que está trabalhando intensamente para proteger tanto a população como os nossos funcionários, que precisam estar saudáveis para cuidar dos casos que surgirem", explica o comunicado.

Como o avanço do quadro de contaminação pode ser rápido, as equipes de trabalho estão em contato diário e permanente para adotarem novas medidas de contenção que podem mudar de um dia para outro.

As decisões estão sendo tomadas baseadas em orientações da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, além da literatura médica já comprovada. "A Santa Casa já está preparada para receber os casos suspeitos ou confirmados, o fluxo de atendimento já foi desenhado e várias outras medidas internas estão sendo tomadas", diz o comunicado.

Ainda assim há a recomendação para que as pessoas evitem procurar o hospital desnecessariamente. Para os casos de sintomas mais fracos, a recomendação é que a pessoa procure uma Unidade de Saúde da Família que irá avaliar o quadro e verificar a necessidade de internação ou recomendar o isolamento domiciliar. A colaboração da população será essencial nesse momento.

Em todas as portas de entrada da Santa Casa foram colocados pontos de higienização das mãos. A medida deve ser adotada na entrada e saída do hospital.

Há ainda a recomendação para que as pessoas façam uma espécie de autotriagem e verifique se está apresentando qualquer sintoma de gripe ao dirigir-se ao hospital. O fato deve ser comunicado aos funcionários dos postos de higienização.

Ainda conforme a assessoria foi criada uma Comissão Interna de Enfrentamento da Crise que está tomando todas as medidas necessárias para a proteção da saúde da população, inclusive dos funcionários que estão na linha de frente para atendimento dos pacientes.

O grupo acompanhará em tempo real a evolução do quadro para verificar a necessidade de adoção de novas medidas.

As orientações fornecidas aos colaboradores são as mesmas dadas a toda à população. São ressaltadas as recomendações para que se cuide da saúde com hidratação, boa alimentação.

Foi reforçado o pedido para que todos sigam rigorosamente a etiqueta respiratória, com a higienização frequente das mãos, cobrir nariz e boca com o braço ao tossir ou respirar. Deve-se evitar o contato com pessoas com sintomas respiratórios, evitar beijos, abraços ou qualquer tipo de contato mais próximo, não compartilhar objetos de uso pessoal e manter ambientes ventilados.

Quanto à necessidade de sair de casa o mesmo somente deve ser feito por quem realmente necessite trabalhar e para a realização de atividades estritamente essenciais.

O pedido é para as pessoas procurem ficar em casa para evitar a propagação do vírus. "Neste momento, todos devem fazer a sua parte para protegermos a nossa saúde e especialmente a saúde dos grupos mais vulneráveis", conclui a nota divulgada pela assessoria do hospital.