SUSPEITOS

Com 158 casos suspeitos, 22 pessoas já deixaram o isolamento em Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 31-03-2020 18:13 | 583
Foto de Reprodução

São Sebastião do Paraíso completou nesta terça-feira (31/3) praticamente 15 dias seguidos com histórico de pessoas notificadas com suspeitas de terem contraído coronavírus.  No balanço apresentado o município aparece com o total de 165 notificações, sendo que 158 são de casos suspeitos e 7 já foram descartados. O secretário Wandilson Aparecido Bícego disse que a cidade vem se preparando para o auge da crise com adaptações na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Ambulatório que receberão casos leves e na Santa Casa de Misericórdia onde serão internados pacientes em situação grave.

Durante sua fala em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira o secretário municipal de Saúde enfatizou a importância da população contribuir com as ações de isolamento social. “Volto a repetir que a ajuda de todos será fundamental para que tenhamos êxito nesta luta e faço o apelo: quem puder fique em casa”, disse.

Ele ressalta que há duas semanas que órgãos como a UPA e o Ambulatório vêm sendo preparados para ser o Centro de Atendimento da COVID-19 em Paraíso. “Os pacientes em situações leves serão atendidos inicialmente ali onde serão acompanhados pelas equipes médicas da Prefeitura”.

Na Santa Casa de Misericórdia também a situação tem merecido atenção especial, com reserva de leitos de isolamento. “Neste momento não temos nenhum paciente entubado que precise de ventilação mecânica”, declarou. Caso haja necessidade também já foi informado que o município possui 30 equipamentos.

Wandilson falou ainda da existência de dois pacientes que precisaram ser internados. “Temos um jovem cujo o resultado chegou e foi descartado e temos um senhor aguardando resultado de exame”, acrescenta.

Ainda sobre as pessoas que foram notificadas e tiveram recomendação para ficar em isolamento domiciliar de 14 dias o secretário acrescentou que “22 saíram do isolamento, onde estavam sendo monitoradas e passam bem”.

Quanto a chegada dos testes rápidos anunciada para esta semana o secretário afirma que haverá atrasos. “Eles não chegarão nesta semana conforme esperávamos e até anunciamos porque estão sendo legalizados conforme protocolos do Ministério da Saúde”, completa.

Rotina
Para o psicólogo Marcelo Lopes, da Rede Municipal de Saúde de Paraíso o fato das pessoas terem de ficar em casa em quarentena e em isolamento social acaba por ocasionar uma série de situações indesejadas. “É um momento novo que traz incômodo, com excesso de informações, cria expectativa e insegurança pelo fato de muitas pessoas não conseguirem ver outras perspectivas”, observa.

Ele ressalta que o momento é de aprendizado e que é importante saber lidar com o lado mais sensível seja com o medo e as angústias. “No caos surge a ordem e é interessante que é neste momento em que muitos se tornam mais solidários, vemos a oferta de cursos on line, momentos de autoconhecimento, de solidariedade de nos tornar pessoas melhores”, aponta.

O psicólogo enfatiza que o quadro tem o lado positivo, pois, une as pessoas e famílias com mais momentos de convivência. “Resgatamos valores e até encontramos tempo para tantas coisas que antes não havia tempo”, finaliza.