APC

E o mundo mudou

Por: Fernando de Miranda Jorge | Categoria: Cultura | 16-04-2020 17:24 | 388
Fernando de Miranda Jorge
Fernando de Miranda Jorge Foto de Reprodução

E vai mudar muito mais. Crenças e descrenças. Em época de epidemias, lembram os famigerados terrores da expressão "do ano mil passará, mas dois mil não chegarão", quando religiosos e iluministas sonhavam com uma aurora que jamais se deixaria ver. "Certo é que pensadores de todos os naipes sempre acreditavam no fim da história, insistiram nas trombetas que enchiam com som terrífico o céu e a Terra, anunciando tempestades de água e fogo, rios de sangue que banham palestinos e israelenses". Doenças como a gripe espanhola, zica, dengue, malária, febre amarela, chicungunha, febre maculosa, esquistossomose, espinhela caída e mais buraco na camada de ozônio. E agora, atualmente, o vírus chinês: "coronavirus" - tragédia estampada nas primeiras páginas dos jornais brasileiros e do mundo.

Só se fala nisso. Impressão de uma catástrofe, ou é o fim do mundo?

O mundo mudou. Está mudando. Ou em que planeta estamos vivendo, na confiança de que a ciência viria para salvar e produzir igualdade, fraternidade e felicidade para todos? O mundo mudou. E como. Está "dominado pelo mercado que empanturra a obesidade dos privilegiados, que são poucos, e desenha milhões de figuras esqueléticas e famílias do Terceiro Mundo", num triste quadro, como ilustra muito bem o "médicos sem fronteiras", salvando vidas.

Como tenho amigos religiosos mais qualificados do que eu para falar com Jesus, vai aí uma sugestão: a boa nova seria pedir fervorosamente uma solução para acabar com essa pandemia. Outro pedido, educação eficiente para combater os riscos da modernidade e justiça para nossos netos, no início de vida, com mais amor para com o próximo e a nós mesmos.

Encarando a realidade de hoje, a vida pode ser maravilhosa. Ora, estamos aprendendo muito com essa crise, até uma simples lavação das mãos. Como estamos atrasados! Vamos sair dessa, e para melhor.

Que o Grande Arquiteto Do  Universo nos ilumine e nos guarde. (Coelhinhos da Páscoa, nesta Páscoa, cada um na sua toca).

Fernando de Miranda Jorge
Acadêmico Correspondente da APC / Jacuí/MG
fmjor31@gmail.com