CRÔNICA DA CIDADE

Um eterno Juiz

Por: Dr. Olavo Borges | Categoria: Entretenimento | 20-04-2020 10:00 | 255
Foto de Reprodução

Pelos relevantes serviços prestados à Justiça, o Doutor José Antônio de Faria recebeu em sessão solene, comenda materializada na Medalha Desembargador Hélio Costa.

E, ao saber-me porta-voz desta homenagem, senti-me profundamente grato e feliz. Como ressaltei publicamente, porque pude mais uma vez apertar as mãos deste homem valoroso e honrado, que mesmo abominando o crime o criminoso, nunca mergulho sua caneta na tinta amarga do ódio.

Humilde sem ser passivo, corajoso sem arrogância, nunca se deixou levar pelos ouropéis mais finos e jamais se curvou aos lacaios do poder, porque tem moral impoluta, ética inatacável, tocha olímpica de vida!

Faz da família um santuário e, sempre teve na sua face tranqüila a esperança, no peito a Justiça do lado direito, e do lado esquerdo o perdão. Honra com distinção a beca de advogado e sempre dignificou a Toga de Magistrado. Amigo e companheiro de todas as horas, leal e sincero.

Tem presente nas horas da vida, sua leal esposa Marina Aparecida Espósito de Faria, coluna de aço, coração de sino! Permaneceu sempre lado a lado, na luta diária e na formação dos seus três filhos: Dr. Eduardo, Dr. Adriano e Luciano.

Repito e confirmo: se Dr. José Antônio de Faria tem um farol que é a experiência, Dona Marina uma estrela que é a esperança. O farol ilumina, mas a esperança salva.

Se meu eterno Juiz tem a cadeira que é o poder, Marina tem o altar. O poder eleva, mas o altar santifica. Mesmo que ele tivesse a ressonância mística dos sinos das catedrais, Dona Marina tem o badalo das emoções maiores.

Finalmente, invoco uma metáfora, para dizer que o Doutor José Antônio de Faria transformou sua Toga de Magistrado, no santuário de Cristo! Justiça e perdão: simbiose perfeita de uma Cruz!

Parabéns, parabéns!

Descanse em paz.

Família Olavo Borges e seus companheiros de Lions Club

DO LIVRO Apaixonadamente 2010
Dr. Olavo Borges

Acidente Dr. Olavo Borges