INCÊNDIOS

Em maio já foram registrados 41 casos de incêndio em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 16-05-2020 09:43 | 312
Foto de Tiel / Jornal do Sudoeste

Um novo incêndio em lote vago registrado no bairro Califórnia Garden voltou a gerar transtornos em São Sebastião do Paraíso. Desta vez, o 2º Pelotão de Bombeiros Militares foi acionado para conter o fogo que consumiu praticamente todo a área próxima ao cruzamento da ruas Maria Cezarina França com a Antônio Carlos Pinheiro Alcântara. As causas do incêndio não foram divulgadas. Levantamento dos bombeiros revela grande aumento de focos de incêndio nos últimos dias, inclusive em residências. Neste mês, segundo últimos dados, foram 41 casos.

Nesta semana, por exemplo, dois menores foram apreendidos na madrugada de segunda (11/5), após colocarem fogo, segundo eles, por diversão, em um lote no bairro Rosentina. As chamas se alastraram queimando grande parte de uma vegetação de área de proteção permanente, entre os bairros Jardim Canadá e Loteamento Rosentina. Na mesma data, bombeiros foram acionados para apagar incêndio, também de grande proporção, no bairro Diamantina. Durante esta ocorrência, bombeiros foram acionados para apagar incêndio em uma residência no Jardim Planalto.

Informações do Corpo de Bombeiros dão conta de que tem sido muito frequente este tipo de chamada, mas o que preocupa são as ocorrências simultâneas. Balanço divulgado pela corporação, revela que em abril foram 46 ocorrências de incêndios, das quais 36 foram em lotes vagos; dois incêndios em residência, nos bairros Jardim Europa e Vila Santa Maria e o restante de oito ocorrências, envolvendo incêndios em amontoados de madeira, lixo, entulhos e árvores.

A informação é de que são incêndios de pequena proporção, e que na maioria das vezes não configuram risco a residências, porém causam desconforto devido fumaça, prejudicando a saúde das pessoas, a maioria crianças e idosos, com problemas respiratórios como rinite e sinusite, além de ser lesivas ao meio ambiente, com risco de propagação em matas nativas e acidentes em rodovia devido grande concentração de fumaça.

Na última semana, por exemplo, um caso mais grave causou grande prejuízo a um dono de lanchonete. O proprietário foi trocar uma válvula de gás e não teria se atentado a uma chama que estava acessa, colocando fogo instantaneamente do imóvel. Apesar dos danos materiais, a vítima teve queimaduras leves de primeiro grau. Também houve registro de ocorrências em casas abandonadas, cuja suspeita seria de incêndio criminoso.

ORIENTAÇÕES
Conforme orienta o Corpo de Bombeiros, é preciso que os proprietários de lotes vagos mantenham  os terrenos carpidos e limpos, não depositando lixo, papel, madeira, móveis usados e pneus. Provocar incêndio é crime ambiental, ainda que seja para queimar lixo ou mato nos terrenos para limpeza. Aquele que presenciarem alguém provocando incêndio, podem chamar a polícia, uma vez que esse tipod e ação configura como crime ambiental, podendo levar à prisão e aplicação de multa.