210 CASOS DENGUE

Com 210 casos notificados de dengue, 70 já foram confirmados em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 16-05-2020 09:58 | 357
Foto de Reprodução

Em São Sebastião do Paraíso já foram confirmados 70 casos de dengue, espalhados em diversas regiões da cidade. Apesar de parecer baixo o número em relação aos anos anteriores, a grande preocupação é de que mais pessoas sejam contaminadas tendo em vista a crise que vivemos atualmente. Portanto, a participação da população em combater a doença é primordial.

Conforme os números, no total foram notificados 210 casos prováveis de dengue (suspeitos + notificados). Desse total foram descartados 12 casos e 65 exames deram negativo, além de, conforme já citado, 70 casos positivos. De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, a expectativa é que com a chegada do frio, os casos confirmados devam diminuir, mas população precisa estar atenta.

Nesta semana, um caso foi confirmado no bairro São Sebastião, próximo a locais onde também já havia sido confirmado, como São Judas e Santa Tereza. Para conter o contágio, agentes realizam o bloqueio com o veneno, indo de casa em casa para poder também aplicar a substância nos quintais, mas tomando cuidado para não ter contato direto com moradores dada a situação do coronavírus.

Conforme Cortez, embora a expectativa seja de redução, a Vigilância ainda não visualizou isso dado aos casos que ainda estão sendo notificados e confirmados. "Está um pouco menos acelerado, mas ainda temos casos e números continuam crescendo. Nós precisamos muito da população neste momento, tendo em vista que por conta do coronavírus, os agentes não estão entrando nas residências, somente naquelas onde não há necessidade de passar por dentro do imóvel", destaca.

Diante da pandemia da Covid-19, o coronavírus, as ações dos agentes epidemiológicos ficaram um pouco mais restritas, já que agora eles podem ter acesso apenas às áreas periféricas dos quintais por orientações dos órgãos de Saúde. "A população precisa nos ajudar nesse momento, porque só assim conseguiremos acabar com a proliferação do mosquito Aedes Aegypt", completa.