CURTAS EDIÇÃO 2405

Curtas

Por: Redação | Categoria: Cidades | 16-05-2020 10:02 | 214
Foto de Reprodução

Espinafrou
O empresário Fernando Montans Alvarenga, provedor da Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso, teve seu nome mencionado em enquete publicada em rede social, na qual constava eventual candidato a vice-prefeito. Ele disse que a postagem foi uma atitude irresponsável. Também em rede social foi postada certidão emitida pelo Cartório Eleitoral de Paraíso, na qual demonstra que o empresário não está filiado a nenhum partido.

Solidários
Bom de se constatar o espírito de solidariedade demonstrado, aqui e acolá, das mais diversas formas. São artistas fazendo apresentações  em suas áreas de atuação, alegrando corações, amenizando o recolhimento que por recomendação tem sido feito. Até também aqueles com o condão  de arrecadar contribuições para entidades filantrópicas, que de “grão em grão”, acabam fazendo fartura. Atitude semelhante se vê com a promoção de eventos, almoços, para acudir sinistros, como o do incêndio a um estabelecimento comercial no bairro São Judas.

Mãos dadas
Nessa corrente solidária, conforme publicamos nesta edição do Jornal do Sudoeste, constata-se o sentimento fraterno de artesãs paraisenses que estão produzindo máscaras e tocas a serem distribuídas. A ideia evoluiu, aglutinou outras almas caridosas, e o grupo tem distribuído cestas básicas. Neste contexto, também tem se empenhado pessoas e entidades doando alimentação diária, marmitas a pessoas carentes, além do acolhimento, como no Albergue Noturno, casa abençoada, fundada em 1948, sempre de portas abertas.

Reconhecimento
A bem da verdade, há muitos grupos solidários,  clubes de serviço, entidades ligadas a instituições religiosas além de pessoas generosas que no anonimato,  de longa data prestam auxílio fraterno, a crianças, idosos, dependentes químicos, e que nesse período delicado de pandemia, se desdobram mais ainda. A todos o nosso reconhecimento e admiração.

Não quiseram
Em se falando em acolhimento, dia desses o ex-vereador Toninho Piccirilo que faz um trabalho samaritano fornecendo alimentação diária a pessoas desvalidas, fez postagem em rede social onde explicou que tem disponível acomodação para moradores em situação de rua. Explicou ter ido ao encontro de alguns deles, que se negaram a ir para o abrigo. Disseram preferir ficar ao relento. Fazer o quê?

Sinal de alerta
A Secretaria de Ação Social com auxílio de guardas municipais fez recentemente um trabalho buscando o encaminhamento de moradores em situação de rua, principalmente por conta de seguidas reclamações dando conta de atitudes desrespeitosas, e atos impróprios para locais públicos, conforme se constatou.  Mesmo esbarrando no princípio constitucional da liberdade assegurada do “ir e vir”, houve sensível melhora, mas o sinal de alerta voltou a ser aceso.

Mais um
Mais um ministro que pega o boné, antes do previsto. Antes de completar um mês no comando do Ministério da Saúde, o médico Nelson Teich deixou o cargo nesta sexta-feira (15/5). Disse que é “difícil conciliar desejo do presidente Bolsonaro com a realidade”. Nessa linha de conduta, o capitão presidente tem, de fato, causado insegurança e intranquilidade. Parece ter consigo o compromisso de arranjar uma, ou mais encrencas por dia.

Preocupante
Impressionante o número de incêndios registrados em São Sebastião do Paraíso de abril para cá. Nestes primeiros 15 dias de maio já foram 41 atendimentos feitos pelo Corpo de Bombeiros. Lotes vagos, imóveis residenciais, apartamento, em vegetações e até numa área de preservação permanente, como ocorreu no bairro Rosentina. Nesse episódio, dois menores foram apreendidos. Um de 16, outro de 14 anos. Confirmaram ter botado fogo, “por diversão”. Além do prejuízo material registrado há também de se levar em conta o mal que é feito para a saúde, principalmente daqueles que enfrentam problemas respiratórios.