GILBERTO AMARAL

Militares lançam Carta Aberta Contra Celso de Mello

Por: Gilberto Amaral | Categoria: Brasil | 17-06-2020 21:57 | 700
Foto de

Militares lançam carta aberta contra Celso de Mello
Um grupo de militares publicou um duro manifesto contra o ministro Celso de Mello, do Supremo. A carta, cuja iniciativa partiu de dois coronéis da Força Aérea Brasileira, surge no momento em que a credibilidade do STF é questionada e após a liminar do ministro Luiz Fux, que diz que as Forças Armadas não podem exercer Poder Moderador.

O documento ainda é uma resposta à declaração de Celso de Mello sobre ordenar que generais do Planalto prestassem depoimento nem que fossem “debaixo de vara”. Mello se referia às oitivas sobre o inquérito que apura uma suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

– Ninguém ingressa nas Forças Armadas por apadrinhamento. Nenhum militar galga todos os postos da carreira, porque fez uso de um palavreado enfadonho, supérfluo, verboso, ardiloso, como um bolodório de doutor de faculdade – diz o início do manifesto.

A carta aberta segue e diz que militares sacrificam a própria vida pelo povo, se necessário. Em outro trecho, mostra que a carreira militar é fruto de reconhecimento.

– Nenhum militar tergiversa, nem se omite, nem atinge o generalato e, nele, o posto mais elevado, se não merecer o reconhecimento dos seus chefes, o respeito dos seus pares e a admiração dos seus subordinados – afirmam.

O grupo encerra o documento fazendo referência à deputada federal Bia Kicis, que chamou Mello de “juiz de m****”.

– E, principalmente, nenhum militar, quando lhe é exigido decidir matéria relevante, o faz de tal modo que mereça ser chamado, por quem o indicou, de general de m**** – finaliza o documento.

Leia o manifesto na íntegra
Nenhum militar galga todos os postos da carreira, porque fez uso de um palavreado enfadonho, supérfluo, verboso, ardiloso, como um bolodório de doutor de faculdade.inguém ingressa nas Forças Armadas por apadrinhamento.

Nenhum militar recorre à subjetividade, ao enunciar ao subordinado a missão que lhe cabe executar, se necessário for, com o sacrifício da própria vida.

Nenhum militar deixa de fazer do seu corpo uma trincheira em defesa da Pátria e da Bandeira.

Nenhum militar é comissionado para cumprir missão importante, se não estiver preparado para levá-la a bom termo.

Nenhum militar tergiversa, nem se omite, nem atinge o generalato e, nele, o posto mais elevado, se não merecer o reconhecimento dos seus chefes, o respeito dos seus pares e a admiração dos seus subordinados.

E, principalmente, nenhum militar, quando lhe é exigido decidir matéria relevante, o faz de tal modo que mereça ser chamado, por quem o indicou, de general de m****.

Eleições em 2022
Já chamei a atenção por diversas vezes, que é quase certeza, que não poderá ter eleições em outubro por conta da pandemia. Vamos deixar o pleito para 2022, apesar de que os malandros dos candidatos são eleitos com os votos dos prefeitos, vereadores e governadores e querem que o povo deposite seu voto nas urnas. É preciso que essa mamata tenha fim. O principal de tudo isso, além de estarmos brigando ao longo do tempo para uma nova lei eleitoral, é que o Brasil está super endividados e não pode gastar dinheiro com eleições esse ano.

Combate à Covid-19
A ação estratégica O Brasil Conta Comigo já recebeu 978 mil cadastros de profissionais de saúde interessados em atuar na linha de frente no combate ao coronavírus em todo o país. Destes, 416, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, farmacêuticos e biomédicos, foram contratados diretamente pelo Governo Federal e estão reforçando o atendimento dos serviços de saúde no Amazonas e Amapá. Os demais estão em fase de capacitação e contratação. O objetivo é preparar profissionais formados, residentes e estudantes da área de saúde, para reforçar o atendimento em estados e municípios.

O artigo 142 da Constituição
Está havendo um turbilhão de equívocos entre os Três Poderes na aplicação do art. 142 da Constituição brasileira. Quando ocorrer um atrito entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, o apaziguamento será feito pelas Forças Armadas, como uma missão de Paz. Aliás, competência, lhaneza e fidalguia são exigências normais para os excelsos empregos. 

Sustentabilidade
A Justiça do Trabalho está caminhando para ser o primeiro ramo do Judiciário com 100% dos processos que tramitam por meio eletrônico, e isso tem impactado também o consumo de recursos do meio ambiente. De acordo com dados da Assessoria de Governança e Gestão Estratégica do CSJT, a implantação do Processo Judicial Eletrônico, aliada às ações de conscientização nos Tribunais, permitiu que, entre 2015 e 2019, a Justiça do Trabalho reduzisse em 58% o consumo de papel.

Junho Vermelho
Criada em 2014, a campanha alerta sobre a importância da doação de sangue. É uma campanha fundamental para os bancos de sangue que durante os meses de frio costumam registar uma queda de 30% dos seus estoques. A baixa nas doações pode definir a vida de diversos pacientes que precisam de transfusão de sangue. Um dos atos mais nobres ligados à saúde é a doação de sangue!

Aposta do governo
A bioeconomia é uma das prioridades do Ministério da Ciência e Tecnologia, segundo informou o titular da pasta, Marcos Pontes, que participou de encontro virtual sobre o tema com integrantes da Frente Parlamentar Mista da Bioeconomia. Durante a reunião, foram debatidas inovações tecnológicas para a geração de soluções de baixo carbono na área de bioquímicos e biomateriais. Para o ministro, a bioeconomia é ainda mais pertinente por causa da pandemia, pois aumenta a importância dos investimentos em inovações. 

RAICE
Reabertura das fronteiras
A União Europeia tenta encontrar comum acordo para reabrir progressivamente suas fronteiras para viajantes estrangeiros a partir de 1º de julho. Resta ainda definir os critérios de abertura, além disso a decisão final é de cada Estado membro. A Alemanha, por exemplo, deve manter as restrições de entrada no país até 31 de agosto. Já países que dependem do turismo, como a Grécia, anunciaram a reabertura das fronteiras aos viajantes originários de países com um sistema de saúde “confiável”. Desde 17 de março, é proibida viagens não essenciais para a UE.

Retomada do turismo
Durante mais de três meses, ela foi admirada de longe por poucos parisienses que restaram na capital durante o lockdown. A partir do dia 25 de junho, a Torre Eiffel poderá ser visitada pelos raros turistas de passagem na França. O monumento cartão-postal, não havia ficado tanto tempo fechado desde a Segunda Guerra Mundial. O acesso será limitado e o uso de máscaras obrigatório, mas sua reabertura é símbolo da retomada do turismo e das atividades culturais na França.

Reaparição
Uma cidadezinha medieval na Itália, província de Lucca (foto acima) vai emergir das profundezas do Vagli em 2021. Ela foi evacuada em 1947 e submersa em 1953 pelo lago artificial. Esse povoado fantasma deve reaparecer por alguns meses, tempo da manutenção do reservatório, antes de mergulhar novamente. O anúncio foi feito por Lorenza Giorgi, filha do ex-prefeito da antiga cidade, via Facebook. Esta será a segunda vez na história que a cidade reaparecerá, a primeira foi 1994 sob os olhos 1 milhão de visitantes curiosos.

Take away
O chef Amaury Bouhours do restaurante parisience Le Meurice Alain Ducasse, teve a ideia de preparar cardápios ‘’take away’’ para ajudar os pequenos fornecedores com seus produtos excepcionais durante o ano para o hotel. No menu completo, uma entrada, um prato principal e uma sobremesa assinada pelo famoso chef pâtissier, Cedric Grolet. Para quem preferir cozinhar em casa, Amaury Bouhours criou a “cesta do produtor”, contendo uma galinha gorda, duas lagostas, legumes da estação e uma garrafa de azeite, com as respectivas receitas para o preparo perfeito desses produtos.

Cédric Grolet chef pâtissier du Meurice