GILBERTO AMARAL

O Supremo e os generais

Por: Gilberto Amaral | Categoria: Brasil | 24-06-2020 00:09 | 204
Bolsonaro
Bolsonaro Foto de Reprodução

O Supremo e os generais
Dando uma espiada no Zap da Karla Osório, que está à frente da primeira feira internacional digital de arte no país, me deparo com um artigo de seu marido, o advogado Guilherme Magaldi Netto, muito bem escrito e detalhado sobre o passado político do país. Num dos trechos, ele cita o governo Castelo Branco e conta que o presidente mandou invadir Goiânia e destituir do poder o governador Mauro Borges.

Invasão a Goiás
Depois de ter comandado a Cadeia da Legalidade, recebo um ofício do Superior Tribunal Militar, proibindo minha saída do país, quando o telefone toca - não me lembro bem se era o Chico Dolabella - do Palácio do Planalto convocando-me para me dirigir para Base Aérea, onde um Avro da FAB estava “com os motores ligados” para eu assessorar o coronel Meira Mattos na comunicação daquela invasão em Goiás. Fiquei pasmo e respondi na bucha: não vou não. Minha mulher está grávida, chove muito e tenho medo de avião. Em suma, são recordações do passado que o magnífico artigo do Guilherme Magaldi, publicado no Estadão, me fez voltar na época da Revolução.

Outra do Meira 
Todos os anos o saudoso advogado José Eduardo Bulcão de Morais promovia um torneio society de futebol: jornalistas, militares, médicos, advogados e engenheiros. Teve um ano que os militares venceram os jornalistas e eu os convidei para irem receber as taças no meu programa de televisão, o “Living room“. Foi um momento de alegria, cordialidade e abraços - só faltaram os beijinhos -, com a presença do Comandante Militar do Planalto, coronel Meira Mattos. No dia seguinte, quando passei para fazer o Repórter Nacional, peguei a correspondência com o Hilário e logo a primeira era dos militares. Guardei, pensando ser uma carta de agradecimento. Que nada! Era uma convocação para estar às 14h30 no comando para depor no Inquérito Policial Militar da Cadeia da Legalidade.

Legalidade
Este é o apalavrado que o Brasil precisa. Se querem a ilegalidade estamos prontos para o que der e vier. O presidente cuida do país, o Judiciário dos processos e o Legislativo dos projetos. Mas quem manda mesmo no país chama-se Jair Messias Bolsonaro, Chefe Supremo das Forças Armadas. Se já topei uma, topar duas não me custa nada!

Em tempo: parabéns pelo comentário inteligente e corajoso do meu amigo ministro Marco Aurélio sobre a Suprema Corte.

“E não nos cansemos de fazer bem, porque no tempo certo faremos a colheita, se não desanimarmos”.
Gátatas 6:9

Lembre-se que entre a semeadura e sua colheita há um tempo de espera. Use a boa semente, seja fiel na espera e Deus te honrará na colheita.

Mensagem do Pastor Ricardo Espindola

Terremoto
No dia 23  senti um leve tremor de 2 segundos na minha sala. Perguntei a Mara se ela havia notado. Não, foi a resposta. Ontem, lendo no celular, ela me confirmou que realmente existiu o terremoto, mas de uma leveza fora do comum. O tremor foi no México e aqui, só atingiu Brasília, que eu saiba.

Live
A OAB Nacional promove, às 14h, live sobre Processo Administrativo Sancionador em tempos de Covid-19 e Pós-Pandemia. O mediador será o jurista Fábio Medina Osório. Entre os palestrantes, Ana Tereza Basílio, vice-presidente da OAB- RJ, Luciano Timm, secretário Nacional de Defesa do Consumidor e Alexandre Cordeiro, superintendente-geral do CADE.

Congresso...
“O desafio das aulas remotas e a escola pós-pandemia - Uma visão além do intelecto” é o tema do 22º Congresso Internacional de Educação da LBV, que ocorrerá nos próximos dias 29 e 30 de junho e 1º de julho, às 19h30. Em virtude da necessidade de distanciamento social, o evento, que anualmente reúne presencialmente públicos do Brasil e do exterior, neste ano terá formato de Webinar.

...Internacional
O congresso apresentará palestras e oficinas pedagógicas e entre os convidados estão: Trevor O’Brien,doutor em Educação Especial, membro do departamento de Psicologia Educacional e Educação Inclusiva e Especial, da Mary Immaculate College, na Irlanda; Suelí Periotto, doutora e mestre em Educação pela PUC/SP e supervisora da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, da LBV e Camila Leon, doutora e mestre em Distúrbios do Desenvolvimento, pela UPM e membro do Grupo de Pesquisa em Neuropsicologia Infantil da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Top cheffes
Rebecca Lockwood-Cabot (Top Chef Brasil 2019) e Marina Stroh Ibri (La Brigaderie de Paris), são duas grandes chefs brasileiras radicadas em Paris que fazem a diferença. Durante o lockdown, elas cozinharam cerca de 3 mil pratos (100 por dia!) para os mais necessitados. Apesar da crise sanitária, elas aceitaram o desafio do bufê solidário Meet My Mama, em parceria com Massimo Bottura, um dos maiores chefs do mundo, conhecido pela cozinha solidária do Reffectorio.

ToShare
O artista americano Pharrell Williams e o chef francês Jean Imbert abrem um restaurante em Saint-Tropez. ToShare é nome da futura mesa em voga da Riviera francesa. Instalado num endereço mítico, praça des Lices, na Maison Blanche, mansão construída em 1921. O cardápio de inspiração mediterrânea destacará os produtos regionais e o restaurante promete ser caloroso como o sul da França. A dupla, com David Grutman, possuem também o SWAN, em Miami. www.toshare.fr.

Diego Alary
Anotem esse nome! O chef franco-português de apenas 22 anos estará no comando do fogão do novo restaurante ToShare, em Saint-Tropez. Ele ficou conhecido após a temporada do Top Chef França 2020, por sua capacidade de cozinhar os sabores do mundo e, sobretudo, os perfumes latino-americanos. ToShare é um projeto do grupo de luxo LVMH.

Mode gourmande
Com Olivier Rousteing, diretor criativo da Maison Balmain, a moda vira gourmandise. Ele postou em sua conta no Instagram a bolsa “barra de chocolate” da famosa Maison. Em um mini-vídeo, o prodígio da moda apresentou a modelo Camille usando a sua bolsa, da qual ela retira uma barra de chocolate... Quanta guloseima! Foto Instagram @olivier_rousteing.

Capture d’écran
Diego Alary
Pastor Ricardo Espindola
Rebecca Lockwood-Cabot (Top Chef Brasil 2019) e Marina Stroh Ibri (La Brigaderie de Paris)