PRÉ-CANDIDATURA

Sete partidos definiram apoio à pré-candidatura de Marcelo Morais a prefeito

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Política | 27-06-2020 10:34 | 2221
Vereador Marcelo de Morais (PSC)
Vereador Marcelo de Morais (PSC) Foto de Arquivo

Em reunião remota realizada quinta-feira (25/6), sete partidos definiram apoio à pré-candidatura do vereador Marcelo de Morais (PSC) a prefeito de São Sebastião do Paraíso. Conforme ficou definido, seu nome será levado às convenções municipais.

Representantes do PSC, PP, Republicanos, Solidariedade, Patriotas, Rede e Cidadania farão os trâmites necessários para viabilizar a candidatura de Marcelo em um bloco de apoio amplo e com um plano de governo que, segundo afirmam, “será construído para fazer a cidade de fato crescer, no sentido de defender principalmente os interesses do cidadão e não de políticos de carreira que estão há anos se revezando”.

O presidente do diretório do PSC, ex-vereador Marcos Antonio Vitorino (Marcão da Ambulância) disse que “o vereador Marcelo já demonstrou sua capacidade técnica de gestão e todos sabem da vontade dele ao se colocar como pré-candidato a mudar de fato os rumos da política local. O PSC definiu aceitar sua filiação após muita conversa dentro do grupo de pré-candidatos a vereador e estamos felizes em poder de fato proporcionar essa possibilidade ao cidadão nas eleições deste ano”.

Tárcio Matheus, vice-presidente do Partido Progressista, afirmou que o PP foi o primeiro a apoiar a candidatura de Marcelo.” O momento é de construir uma forma diferente de fazer política, com transparência e respeito ao dinheiro público e não teve nestes últimos três anos e meio alguém melhor que o vereador Marcelo para demonstrar isso à cidade toda”.

O Republicamos tinha como pré-candidato a prefeito o vereador José Luiz das Graças, mas conforme Cícero Barbosa, presidente do diretório, José Luiz se dispôs a disputar como possível pré-candidato a vice-prefeito, ou recandidatar-se a vereador na chapa. “Pensando em valorizar a disputa ele abriu mão e definiu apoio ao colega vereador, Marcelo Morais”.

 “Estamos construindo a ideia de apoio, estou como presidente do Republicanos e vemos no pré-candidato Marcelo uma vontade de gerar emprego, gerar renda, valorizar as pessoas, principalmente diante de tudo que já fez e mostrou ser capaz de fazer para o servidor público e é isso que o partido defende”, salientou Cícero.

“Compactuamos com uma política de participação do jovem, do cidadão e principalmente no respeito ao dinheiro público. Fizemos este trabalho na Câmara e a tentativa é mostrar que é possível fazer o mesmo na prefeitura, de forma correta e transparente sempre. Os demais membros do partido estão sendo consultados e provavelmente terá aprovação da pré-candidatura nas convenções”, afirmou o vereador Vinício Scarano, presidente do Cidadania. “Vemos com bons olhos a pré-candidatura de Marcelo, e o partido está se organizando para participar deste grande marco, as próximas eleições”, disse.

Os presidentes do Rede, João Henrique de Souza, e do Patriotas Diego de Carvalho informaram que desde o início já estavam alinhados ao projeto político apresentado e que será natural o apoio à pré-candidatura de Morais. 

O presidente da Câmara e do diretório do Solidariedade,  Lisandro Monteiro, também integra o bloco de apoio à pré-candidatura de Marcelo. “Não temos na cidade hoje um nome como o do Marcelo. Quem convive com ele e sabe as ideias que ele tem sabe como será bom para a cidade que ele seja eleito. É unanimidade dentro do partido o apoio a ele”.

Marcelo Morais disse que ficará muito feliz, “se de fato concretizar todo este apoio, porque todos entenderam que será o momento de um debate político mais dentro da verdade. É muito difícil colocar uma candidatura na rua, estamos nessa fase de pré-candidatura, organização de pré-candidatos a vereador e sabemos o quanto é importante ter apoios já neste momento”.

Sua expectativa é que outros partidos a quem está sendo mostrado o projeto político, “possam também estar presentes nessa construção”. Acrescenta ser “necessário que todos tenham voz, sejam ouvidos, entendidos e que possam entender o principal objetivo dessa possível candidatura para a cidade como um todo e não a poucos”.

Sobre o possível pré-candidato a vice-prefeito, segundo o grupo, será discutida internamente antes das convenções para que possam apresentar nomes e “definir de maneira democrática”.

“A definição do candidato a vice-prefeito tem que seguir aquilo que acreditamos ser o melhor para a cidade. Precisamos de uma pessoa atuante, dedicada, que possa participar efetivamente das decisões em um mandato e que não seja uma mera figura ilustrativa. Quero ter a chance de ter um vice na chapa que agregue e não que seja figurante”, finalizou Morais.