ARANTES

Arantes quer incluir trechos do Sul e Sudoeste Mineiro no Plano Ferroviário

Por: Redação | Categoria: Política | 15-07-2020 00:33 | 193
Foto de Reprodução

O deputado Antonio Carlos Arantes está trabalhando para incluir no Plano Ferroviário Mineiro, elaborado pela Fundação Dom Cabral, sob a liderança do deputado João Leite, quatro novos trechos que beneficiarão municípios do Sul de Minas.

O primeiro ligaria os municípios de Passos, Itaú de Minas, São Sebastião do Paraíso e Altinópolis, com Ribeirão Preto, em São Paulo. O segundo trecho, prevê a interligação dos municípios de São Sebastião do Paraíso, Itamogi, Monte Santo de Minas, e Mococa, também em São Paulo.

O terceiro abrange os municípios de Monte Belo, Muzambinho, Guaxupé e Guaranésia até Mococa. E o quarto trecho ligaria Varginha até o Vale do Paraíba, em São Paulo. Os trechos somados cobririam cerca de 750 quilômetros de ferrovias.

Arantes justifica a viabilidade da obra: “As linhas ferroviárias ainda existem nesses trechos, mas estão desativadas há mais de 20 anos. O fato delas existirem torna sua reutilização mais barato. Precisamos deixar claro que este ainda é um plano, que depois de aprovado, vai precisar do esforço de todos, inclusive dos prefeitos”, afirmou.

O plano ferroviário de Minas Gerais está sendo discutido na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e sua implantação prevê fases distintas que irão de 2025 a 2035. Os recursos para sua implantação viriam da mineradora Vale, como compensação ao Estado pelos danos ambientais causados com o rompimento das barragens, e do governo Federal, por meio do Ministério dos Transportes. O uso de ferrovias é uma solução econômica e segura para transportes de passageiros e de cargas. É a modalidade mais usada no mundo.
(por Juvenal Cruz Junot)