FUTEBOL AMADOR

Operário mantém expectativa sobre início do Regional Amador da FPF

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Esporte | 18-07-2020 07:56 | 569
Operário quer neste ano repetir campanha vitoriosa de 2019 no Campeonato Regional Amador Paulista
Operário quer neste ano repetir campanha vitoriosa de 2019 no Campeonato Regional Amador Paulista Foto de Arquivo/ Jornal do Sudoeste

O Operário Esporte Clube ainda vive a expectativa da participação no Campeonato Regional Amador, promovido em conjunto pela Liga Serranense de Desportos e a Federação Paulista de Futebol. Depois da conquista do vice-campeonato em 2019 a equipe vinha se preparando para a disputa deste ano, que teve seu início cancelado devido a pandemia do novo coronavírus. "O grupo está formado, temos mantido contatos e esperamos ansiosos que nas próximas semanas possamos ter alguma notícia positiva sobre a realização desta competição", anuncia o treinador Adilson Lara.

Ele lembra que em fevereiro e início de março foi feito todo um trabalho de preparação da equipe visando a participação na competição deste ano. "Na verdade, a montagem do grupo teve início no final do ano passado, quando foram iniciados os contatos com os atletas que vieram reforçar nosso time", conta Adilson.

O Operário pretende fazer um trabalho sério visando defender o título de vice-campeão conquistado em 2019. "O desafio é grande, pois, além de defender o título almejamos sim algo mais, mesmo sabendo que existem fortes adversários pela frente, mas já ficou provado que somos capazes e temos condições de fazermos uma brilhante participação", observa o técnico alvinegro.

No entanto, o maior adversário não só do Operário, mas de todas as equipes que disputam o campeonato chama-se coronavírus. Por isso o início da competição marcado para meados de março precisou ser adiado e por enquanto não tem data para ser iniciada.

Adilson informa que tem mantido contato com os demais dirigentes através de redes sociais. "Trocamos informações a respeito da competição, como data, local, horário e outros detalhes referentes aos jogos, mas não temos uma data definida para o início do campeonato", comenta. Somente em julho é que o futebol profissional está sendo retomado gradativamente com a observância de todas as cautelas, por isso ainda há mais um período de espera para a liberação da prática esportiva em todas as categorias.

"Estamos dependendo da Federação Paulista de Futebol", disse. Ele explica que primeiro estão sendo liberados os jogos da Série A1 o que já é um primeiro passo para a retomada. "Aos poucos serão liberadas as disputas da Séries A2 e A3 para o final de julho onde as equipes poderão voltar aos treinamentos e posteriormente deve ser marcada o início dos jogos, possivelmente na segunda ou terceira semana de agosto".

A expectativa é de que nas próximas semanas a bola possa rolar no futebol amador. "Nós temos uma possibilidade, se voltar estas categorias, de no final de agosto quem sabe retomarmos a "Bezinha" e o nosso amador", acrescenta.  

Adilson destaca que o grupo está mantido e tem mantido contato com os atletas. "Todo mundo está se cuidando e treinando da maneira que é possível, a gente sabe que não é a mesma coisa agora trabalhar de forma individual, em comparação quando temos todos juntos. As conversas são sempre na expectativa de que vai chegar um dia de voltar e que tudo vai melhorar", ressalta. Contudo o técnico enfatiza que sempre fica uma dúvida sobre como tudo será de agora em diante. "Como eu disse tem aquela incógnita, não tem o dia certo".

Se a bola não rola, os jogadores nem treinam, pelo menos os cuidados com o Estádio Dr. Joaquim Ferreira Gonçalves, o 1º de Maio, estão sendo mantidos com todo zelo. "Estamos cuidando das instalações e o gramado tem recebido um tratamento especial, está um verdadeiro tapete para quando a bola voltar a rolar", comenta. Adilson cita ainda que a diretoria do Operário tem se movimentado e feito o possível para dar todo apoio a equipe.

Ainda assim mesmo que tenha o sinal positivo da Federação Paulista, o Operário por ser a única equipe de Minas Gerais a participar do Campeonato Regional Amador, agora também depende de autorização do Município, para voltar a treinar e realizar jogos em seus domínios.

"Teremos também de aguardar um aval de Paraíso para liberar e podermos reunir o pessoal, retomar os treinos em grupo e com bola, para depois pensarmos na realização dos jogos", descreve Adilson.  "O jeito é aguardamos para sabermos se teremos o campeonato como estava definido antes, ou se teremos apenas um torneio para não perdermos o ano devido o calendário", acrescenta.

Mesmo diante das incertezas, o que não falta é a fé. "Agora temos de aguardar o que vem por ai, pedindo a Deus que o mais rápido possível tudo isso possa passar e voltemos a praticar o nosso futebol de sempre", finaliza o treinador.