VEÍCULOS

Transferência eletrônica de veículos já está sendo testada no país

Projeto do Registro Nacional de Veículos em Estoque foi um dos destaques do último dia do Digital Week MInfra
Por: Redação | Categoria: Tecnologia | 22-07-2020 00:47 | 272
Foto de Reprodução

Um sistema que permite a transferência eletrônica segura de veículos está sendo testado por concessionárias e revendedoras de carros de Santa Catarina. A tecnologia desenvolvida pelo Serpro para o Denatran foi um dos destaques apresentados na última sexta-feira, 17, no encerramento webinar do MInfra Digital Week. O projeto piloto do Renave, ou Registro Nacional de Veículos em Estoque, será expandido em breve para o Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo e a previsão é de que, já em setembro, esteja funcionando em todo o país.

Com o Renave, a empresa que comercializa veículos usados pode fazer o registro de entrada e saída diretamente no órgão de trânsito responsável pelo licenciamento comprovando, ela mesma, a transferência e reduzindo a burocracia. "É o fim de uma espera que custa, em média, 15 dias para o proprietário e também do costume informal e não recomendável da entrega do DUT em branco", explicou  o diretor-geral do Denatran, Frederico Carneiro.

Tudo na palma da mão
No evento, também foram apresentadas a trajetória de outras tecnologias de trânsito, como a Carteira Digital de Trânsito, que reúne a CNH e o CRLV digitais. A novidade é que, com a adesão do estado do Pará ao CRLV-e no início do mês, todos os estados do país passaram a oferecer todos os documentos de porte obrigatório no trânsito em formato eletrônico. "É uma verdadeira transformação digital na vida do motorista brasileiro", avaliou o gerente de Soluções de Gestão de Trânsito no Serpro, Diego Migliavacca. "Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas, o país já possui mais de um celular ativo por habitante. Daí a necessidade de investirmos fortemente nesse tipo de serviço voltado para o cidadão", complementou. Atualmente, já são, em todo o Brasil, mais de 7 milhões de CNHs e 4 milhões e seiscentos mil documentos veiculares em formato digital.

Futuro
No momento, a CDT já possui funcionalidades que vão além da simples presença dos documentos eletrônicos. A ideia é de que o aplicativo vá se tornando, aos poucos, uma grande plataforma de serviços de trânsito. Existe, por exemplo, possibilidade de recebimento de avisos de recall, de vencimento da CNH, compartilhamento do documento veicular com até cinco pessoas, histórico de infrações e possibilidade de emissão de boleto para pagamento de multas. No futuro, serão incorporadas novas funcionalidades, como indicação do real infrator e alertas para autuação, furto ou roubo do veículo.
(Ascom Serpro)