SÃO TOMÁS DE AQUINO

Um pouco da história de São Tomás de Aquino pelo historiador Luiz Carlos Martins

Por: Selma Braia | Categoria: Cidades | 22-07-2020 03:23 | 173
SÃO TOMÁS DE AQUINO
SÃO TOMÁS DE AQUINO Foto de Reprodução

O caminhar na fé deve ser um exercício constante de todos nós católicos, rumo a Jerusalém celeste. E nessa caminhada que fazemos neste mundo onde estamos de passagem, podemos experimentar momentos de muita espiritualidade e fé a Deus a aos santos que são para nós um espelho de vida a ser seguido. E um desses momentos pode ser experimentado e vivido através do roteiro "caminhos da fé", onde o romeiro pode desfrutar de um momento de reflexão e encontro com Deus numa jornada de um encontro só a só com Deus, rumo à casa da mãe Aparecida.

Sobre esse prisma apresentamos a cidade mineira de São Tomás de Aquino, situada no Sul de Minas Gerais, um dos ramais do romeiro que queira fazer o trajeto do Caminho da Fé. A cidade de São Tomás de Aquino foi fundada sobre os alicerces da fé cristã de um grande sacerdote, que devoto de Santo Tomás de Aquino construiu uma capela sobre a invocação do mesmo santo, fundando um dos 853 municípios registrados no Estado de Minas Gerais. Essa capela permitiu o crescimento e a prosperidade do município dando lugar em 1917 à construção da nova Matriz, um imponente templo concluído em 1928. Nesse caminhar de fé e devoção a cidade ainda abriga outro templo mariano construído no início do século XX.  

Trata-se da capela em devoção a Nossa Senhora do Rosário, construída pela comunidade afrodescendente. Essa capela Mariana começou a ser construída em 1902 pela irmandade dos pretos do Rosário em virtude de sua grande devoção pela santa. A construção tinha também como objetivo servir para a realização da festa do Rei Congo hoje conhecida por Congadas, já nessa época celebrada e festejada na cidade.

Sua construção foi concluída em 1916 e inaugurada no ano seguinte em 1917 pelo reverendo padre Eliodoro Pires. De grande importância religiosa, cultural e histórica, a capela mariana de Nossa Senhora do Rosário esta construída na Praça Arthur Bernardes popularmente conhecida como Praça do Rosário, onde ocorre anualmente a festa da Congada. Uma festa centenária no município de São Tomás de Aquino, muito conhecida pela tradicionalidade na região Sul Mineira, cujo povo católico e até não católicos se reúnem todos os anos para prestigiarem uma mistura de religiosidade e folclore em nome da fé e da crença aos santos celebrados nessa festa.

O evento ocorre no transcurso de seis dias, começando um dia após o Natal tendo o encerramento no dia 1.º de janeiro, Dia de Todos os Santos. Durante esses dias as guardas conhecidas também com os Ternos desfilam pelas ruas da cidade se apresentando em frente a capela onde num ritmo de vai e vem ele trazem devotos vestidos de rainha que por um livramento ou graça alcançada vão até a capela escoltado pelo terno de congadeiros que com seus cantos orquestrados, com suas caixas e repiques conduzem o fiel até a capela para pagar a promessa ao santo do dia.

Dos santos católicos celebrados nessa festa, uma tem um caráter especial nesse texto, trata-se da padroeira do Brasil cuja cidade se tornou recentemente ramal de passagem para o Caminho da Fé, realizados por romeiros marianos. A bandeira de Nossa Senhora Aparecida é festejada no sexto dia, sempre no dia 31 de dezembro de cada ano, após as bandeiras de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito, Santa Ifigênia, São Domingos e Santa Catarina. Uma festa que atrai todos os anos centenas de visitantes vindos de várias cidades do Brasil
Luiz Carlos Martins - Historiador

 IGREJA MATRIZ
 IGREJA DO ROSÁRIO
TERNO DE CONGO DO BRITO