CURTAS DA EDIÇÃO 2427

Curtas

Por: Redação | Categoria: Cidades | 01-08-2020 13:56 | 159
Foto de Reprodução

Reabertura
Nesta segunda-feira,3, a Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso será reaberta para a retomada das atividades. A expectativa é de que ainda pela manhã seja feita nova testagem dos funcionários e vereadores, possibilitado a continuidade dos trabalhos. O local ficou fechado por duas semanas depois que no dia 17 de julho, após a realização de 50 exames de testes rápidos, 11 pessoas entre elas três vereadores testaram positivo para o coronavírus, motivando o isolamento do local. As dependências do Legislativo foram esterilizadas e a tendência é que ocorra a reabertura da casa com segurança para todos.

Apagão
Um apagão. Assim pode ser considerado a interrupção no fornecimento de energia elétrica sentida em Paraíso no final da manhã de quinta-feira, 30. Na quarta-feira,29, várias pessoas também relataram terem percebido no começo da noite uma oscilação de energia suficiente para desligar alguns aparelhos eletroeletrônicos. Consultada a Cemig informa que registrou um desligamento acidental no município de São Sebastião do Paraíso, na quinta-feira, pela manhã, com duração de 4 minutos. De imediato as equipes conseguiram restabelecer o fornecimento de energia. A causa da interrupção ainda está em apuração.

Recuperado
Emocionante, a homenagem e demonstração de carinho ao médico residente, Frederico Isolani de Andre, de 28 anos, ao deixar a Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso na manhã de sexta (31/7). Atuando na linha de frente contra a Covid-19 ele acabou sendo acometido pela doença. Ficou 17 dias internado, se recuperou e recebeu alta. Justíssima homenagem à vida.

Menor taxa
No que pese o lamentável número de óbitos ocasionado pela pandemia, Minas Gerais tem como consolo ser o estado que apresenta a menor taxa de óbito pela covid – 19 por 100 mil habitantes, conforme informa o chefe de gabinete da Secretaria Estadual de Saúde, João Pinho. “Estamos bem satisfeitos com o trabalho que vem sendo realizado, fruto de um movimento de muitos profissionais tanto do Estado, quanto dos municípios e também de outras secretarias”, disse.

Testagem
Conforme explicou, até o momento, foram registrados 2.769 óbitos por covid-19 em Minas e a taxa de mortalidade no estado é de 12,7 por 100 mil habitantes, segundo o Ministério da Saúde. Nesse contexto, João Pinho destacou o rigor. Em coletiva virtual desta sexta-feira (31/7), o chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) de critérios para testagem adotados pela SES-MG. “Nossos critérios são muito bem trabalhados e vale reforçar que todos os óbitos suspeitos são testados”, disse.

Maioridade penal
Foi o tema de live realizada pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais sexta (31/7), encerrando uma série de três encontros organizados pela Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes e Coordenadoria da Infância e Juventude, em celebração aos 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Recuperar
As discussões foram iniciadas com a apresentação da desembargadora Valéria Rodrigues Queiroz que ressaltou que a redução da maioridade penal é um tema polêmico, que ainda divide opiniões. “Falo aqui hoje como magistrada, e não como vítima, e, nesse papel, tenho a obrigação de preservar a sociedade e recuperar indivíduos, para que não cometam mais crimes e façam mais vítimas”, pontuou.

Aos sete anos
A maioridade penal no país foi alterada várias vezes ao longo dos anos. “O primeiro código penal, de 1830, estabelecia a idade penal com 14 anos. E quando os menores de 14 anos praticavam algum crime iam para uma casa de correição. No código de 1890, a maioridade pena foi reduzida para nove anos. A partir dessa idade, meninos e meninas eram encarcerados ao cometerem ato infracional,e foi o Código de 1940 que fixou a maioridade penal em 18 anos. “Mas na época do Brasil Império a maioridade era aos 7 anos”, lembrou a desembargadora.