APC

AINDA A BR-265: será concluída ou não?

Por: Fernando de Miranda Jorge | Categoria: Do leitor | 30-09-2020 07:47 | 370
Fernando de Miranda Jorge
Fernando de Miranda Jorge Foto de Reprodução

(Reprodução)

A matéria é do ano de 2017, setembro, 29. Na terça feira completou três  anos. Três anos! Promessas! E o que mudou, ou se cumpriu dos prometedores? Nada!

Como estamos às vésperas de eleições, vale rever, eleitores e leitores, e repensar seus candidatos. Setembro (2017) veio trazendo novidades alvissareiras para a nossa região: três promessas com expectativas para o fechamento asfáltico desta importante BR.

A primeira delas, os deputados Melles e Arantes, acompanhados por uma comitiva de prefeitos e lideranças do Sul e Sudoeste de Minas, são recebidos em Brasília pelo presidente Temer e anunciam a priorização de recursos no orçamento de 2018 para a conclusão do restante da BR-265. Vejam bem: "Prioridade para inclusão de recursos na previsão orçamentária 2018".

A segunda promessa vem do deputado Emidinho Madeira que, em reunião na sede do DNIT, em Brasília, com o diretor de Planejamento, foi informado de que os trechos que restam para serem asfaltados da BR-265 poderão ser concluídos pelo Governo Federal. De acordo com o Ministério dos Transportes, entrarão como prioridade no Programa Avançar.

A terceira promessa é do deputado federal Aelton Freitas, durante inauguração da Unidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT, na cidade de Passos, que anuncia verba para o término da BR-265 entre Jacuí/Bom Jesus da Penha/Alpinópolis. E que verba, gente: R$50 milhões! Segundo os estudos técnicos do DNIT, são R$3 milhões por quilômetro.

Diante disso, especulamos - todas as três promessas de verbas do mesmo setor, ou seja: Governo Federal. Não sei para quem dar o crédito, ou quem será o pai... Entretanto, este cenário se repete após dezenas de anos, quando o então tabelião Nady Campos, científico e afeito em ser o primeiro a dar notícias aos amigos e conterrâneos, mediante as promessas de políticos sobre a ligação asfáltica de Jacuí a qualquer cidade vizinha, corria a praça com a autorização na mão e sentenciava: "Agora sai, olha aqui - o governador decretou"!

Mudaram os tempos. Ou mudamos nós? Com a palavra os senhores deputados Melles, Arantes, Emidinho Madeira, Aelton Freitas. Correndo muito, e com chances de chegar junto, o deputado Renato Andrade, que não prometeu nada.

A BR-265 é uma rodovia transversal do Brasil. Possui uma extensão de 916,2 quilômetros e interliga os estados brasileiros de Minas Gerais e São Paulo, além de aproximar-se da divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Está bom?! Deu para ver a importância desta BR?!

Nos últimos anos, foram coordenadas obras na nossa região em que parlamentares atuaram para a pavimentação entre São Sebastião do Paraíso e Ilicínea, passando por Jacuí, Bom Jesus da Penha, Alpinópolis, Carmo do Rio Claro, exatamente no trecho que faltam 9,2 km para a conclusão. Enfim, BR-265: 95% das obras concluídas, restando 9,2 km {Jacuí, Bom Jesus da Penha e Alpinópolis}.

A nossa sorte de usuários está lançada! Aguardemos. Ou quantas promessas mais ouviremos iguais a essas que, no dia 29, completaram três anos?! Que tal botar ordem na casa, reorganizar agendas e reprogramar a previsão orçamentária para efetiva liberação de verbas destinadas à pavimentação de tão curto trecho?!

"Só há uma maneira de resolvermos esse caso: pela via política. Poderio político temos. Basta o envolvimento de toda a bancada mineira! Não podemos é deixar que a vaidade pessoal de um ou de outro atrapalhe esta importante e legítima reivindicação".

Fernando de Miranda Jorge 
Acadêmico Correspondente da APC 
Jacuí/MG – e-mail: fmjor31@gmail.com