FRANCINI

Piloto paraisense participa de 38ª Edição do Rally dos Sertões

Por: João Oliveira | Categoria: Esporte | 18-10-2020 10:24 | 1930
O piloto de rally, Francini Rossi, participa pela 4ª vez do Rally dos Sertões
O piloto de rally, Francini Rossi, participa pela 4ª vez do Rally dos Sertões Foto de ARQUIVO PESSOAL

O piloto paraisense Francini Rossi irá participar entre os dias 31 de outubro a 7 de novembro da 38ª Edição do Rally dos Sertões, que terá como largada do Mogi Guaçu, estado de São Paulo, e destino final em Barreirinha no Maranhão, cruzando os estados de Minas Gerais, Goiás e Tocantins, além do Distrito Federal, em um trajeto de quase 5 mil quilômetros.

É o maior Rally das Américas e tem gerado grandes expectativas no competidor paraisense, Francini Rossi, que já participou em outras edições do evento. De acordo com ele, apesar da pandemia ter gerado alguns transtornos, os organizadores conseguiram mudar o evento, que estava previsto para se realizar em agosto, para final de outubro e começo de novembro.

"Estão fazendo um evento muito seguro. Será uma corrida onde atravessaremos cinco estados, mas foi organizado de forma a não haver contato com os municípios das regiões que passaremos. São organizadores sérios que estão fazendo todo o possível para que não haja nenhum tipo de ocorrência", explica.

Conforme divulgado, para garantir a realização do Sertões, o rally se deslocará em um sistema "de bolha em bolha", em vez do modelo tradicional de cidade em cidade. Os acampamentos serão lacrados, formando as bolhas, e quem quebrar o isolamento estará fora da prova. As Vilas Sertões serão montadas em locais isolados, com acesso restrito apenas aos credenciados, testados com exame PCR. Equipes, competidores, staff, equipe médica, imprensa ficarão concentrados dentro da bolha, em acampamentos e motorhomes.

Francini lembra que esta é a 4ª vez que participa do Rally dos Sertões, tendo no último ano ficado entre os 11 primeiros e 3º em sua categoria e, em 2018, entre os 10 primeiros e, também 3º em sua categoria. "Este ano vou pela Marathon e buscar o título. Vou correr pela Equipe BMT com uma moto pela KTM 450 réplica, que é uma moto bem preparada. As expectativas são boas nesta briga pelo título na categoria", avalia.

Conforme destaca o piloto, o desejo é ficar entre os 10 primeiros da categoria geral, que são os melhores pilotos do Rally. "O preparo ficou um pouco comprometido, uma vez que fui diagnosticado com a Covid-19. Agora já estamos na reta final e estou esperando aqui. Vai dar tudo certo para conseguirmos alcançar nosso objetivo. As expectativas estão ótimas", acrescenta.

O piloto ressalta ainda que está muito animado. "Nesta Edição, na categoria carros, além do pessoal que lidera o brasileiro, vai correr também algumas celebridades. Ouvi que entre esses nomes estão Rubinho Barrichello, Nelsinho Piquet entre outros. Há também os pilotos internacionais que disputam a corrida. Os trabalhos começam dia 28 com largada em Mogi Guaçu, em 31 de outubro e a chegada em Barreirinha no Maranhão, em 7 de novembro", completa.