SEMPRE-SUDOESTE/MG @ IN-FORMAÇÃO

Faça a escolha com consciência

As sessões abrirão das 7h às 17h. Porém, o período das 7h às 10h é preferencial para maiores de 60 anos.
Por: Redação | Categoria: Política | 13-11-2020 18:26 | 369
Foto de Reprodução

“Se não puder voar, corra
Se não puder correr, ande
Se não puder andar, rasteje
Mas continue em frente de qualquer jeito”
(Martin Luther King)

Neste domingo 15/11,  o eleitor para votar deverá comparecer com um documento de identidade com foto. Pode ser a CNH, carteira de trabalho ou profissional, RG ou passaporte. O título eleitoral, obviamente, pode ser apresentado também, mas desde que acompanhado de um documento com foto. Caso o eleitor tenha a biometria cadastrada, o documento de identificação pode ser substituído pelo aplicativo E-título.  Após a conferência realizada pelo mesário, faz-se a votação com todo o cuidado, usando máscaras e álcool gel.

Caneta: cada eleitor deve levar a própria caneta para registrar a assinatura no local de votação. A ideia é evitar ao máximo o com-partilhamento de itens e, com isso, reduzir o risco de contágio da Covid-19. Para quem esquecer, haverá canetas extras devidamente higienizadas nas seções.

Máscara: o uso de máscaras será obrigatório, e quem chegar ao local de votação com o rosto descoberto poderá ser impedido de entrar. O mesário poderá pedir para que o eleitor baixe a máscara para melhor identificação. Não será permitido se alimentar, beber ou fazer qualquer atividade que exija a retirada da máscara. Distância mínima de um metro dos demais eleitores e mesários.

Quem não puder votar, tem que justificar o voto. É muito simples. O formulário fica disponível em todos os colégios eleitorais e nas agências dos Correios, que também abrirão no dia da eleição.

Não deixe de justificar o voto! No Brasil o voto é um direito, mas também um dever. A multa é pequena, logo não é esta a grande preocupação. Mas, você pode ter seu título eleitoral cassado e, sem isso, você não consegue fazer concurso público, tirar passaporte, realizar operações bancárias, enfim… uma série de restrições.

Dia de eleição, um dia de reflexão e um dia de calma. Temos que tomar todos os cuidados com a pandemia. Evite horários de pico e mantenha o distanciamento. As sessões abrirão das 7h às 17h. Porém, o período das 7h às 10h é preferencial para maiores de 60 anos, logo com um período de três horas a mais em relação aos outros anos.

O TSE também elaborou um passo a passo para o eleitor:

  • Entre na seção eleitoral fique na frente da mesa;
  • Mostre seu documento oficial com foto em direção ao mesário;
  • Após o mesário ler em voz alta o seu nome, confirme que é você;
  • Guarde o documento;
  • Limpe as mãos com álcool em gel;
  • Assine o caderno de votação;
  • Se precisar do comprovante de votação, solicite ao mesário;
  • Quando a urna for liberada, dirija-se à cabine de votação;
  • Digite os números dos candidatos;

Na saída, limpe as mãos com o álcool em gel novamente.

Com febre, sem voto
Outra recomendação nova, motivada pela pandemia, diz respeito aos eleitores com sintomas ou quadro confirmado de Covid-19. Segundo o TSE, quem apresentar febre no dia de votar ou tiver sido diagnosticado com o vírus nos 14 dias antes não deve participar das eleições.

Nesse caso, a recomendação é que o eleitor justifique a ausência, em outro momento, e informe que deixou de votar por questões de saúde.

Se a pessoa com febre ou diagnóstico for mesária, deverá avisar a zona eleitoral para que haja uma substituição na escala.

O TSE decidiu não adotar a medição de temperatura nos locais de votação, para evitar aglomeração e em função do custo-benefício da medida. O tribunal não recomenda o uso de luvas, mas sim, a limpeza constante das mãos.

Exerça a sua cidadania com segurança!