OSSUÁRIO

Iniciada a construção do ossuário perpétuo no Cemitério da Saudade

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Cidades | 14-11-2020 09:16 | 1466
Construção dos Ossuários Perpétuos vão receber ossadas de pessoas sepultadas no Cemitério Ecológico Memorial da Saudade. Na foto o pedreiro e coveiro, Benedito Rustiguelli
Construção dos Ossuários Perpétuos vão receber ossadas de pessoas sepultadas no Cemitério Ecológico Memorial da Saudade. Na foto o pedreiro e coveiro, Benedito Rustiguelli Foto de Sebastião Tadeu Ribeiro

O dia 6 de Novembro de 2020 será mais uma data marcante e histórica para São Sebastião do Paraíso Naquela data se deu início da construção do ossuário perpétuo no Cemitério da  Saudade. Conforme informações fornecidas ao JS pelo administrador do tradicional Cemitério da Saudade e Cemitério Ecológico Memorial da Saudade, Jeferson Braghini, serão construídas três mil gavetas de cada módulo com sete gavetas estilo prédio.

Iniciamos dois módulos que totalizando 182 ossuários perpétuos com capacidade de seis ossadas cada um por família, explica. A construção dos três mil ossuários é que vão prolongar a vida útil do cemitério em mais 30 anos, essa é a previsão de atendimento para aquelas famílias que não possuem jazigos.

O administrador do Cemitério fez questão de frisar que para os mais de sete mil jazigos do tradicional e antigo Cemitério da Saudade, para as famílias que já possuem, nada muda.  

O ossuário será para quem estiver sepultado no novo Cemitério Ecológico Memorial da Saudade, que quando for vencido o prazo temporário que será de três anos a contar da data de intimação, quando for pessoa de idade igual ou superior a seis anos e por um ano e meio quando a idade for inferior a seis anos.

Vencido os prazos estipulados acima, o serviço do cemitério realizará o translado dos despojos mortais para jazigo a ser indicado pela família e ou Ossuário Perpétuo do Memorial da Saudade a ser adquirido. Caso não haja manifestação da Família no prazo de cinco dias a contar da notificação, o serviço do Cemitério realizará a exumação e translado dos despojos mortais para o ossuário coletivo, ficando o lóculo em disponibilidade do Município para efetuar novos sepultamentos, afirma o administrador, Jeferson Braghini.

Antes que vençam os prazos, os interessados deverão manifestar-se junto a Administração do Cemitério para que sejam tomadas as providências necessárias.

Vale lembrar que a mão de obra tanto na construção dos lóculos do Cemitério Ecológico Memorial da Saudade e do Ossuário Perpétuo, estão sendo feitos pelos próprios funcionários da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, sendo que diminui consideravelmente os custos das obras.