DO LEITOR

Lágrimas de um negro

Por: Redação | Categoria: Do leitor | 18-11-2020 09:37 | 154
Foto de Reprodução

Ando neste mundo sem maldade,
mas sem amor e pouca amizade.

Meu nome  é João, José, Maria ou Pietro,
mas me odeiam porque sou negro.

Porque sofro tanto assim,
me julgam antes de saber de mim!

Se pudesse escolher, seria amarelo, pardo ou  de outra cor
mas Deus me sina dessa cor

Um negro nesse mundo repleto de preconceito,
dificilmente será aceito

Em minha fé sigo adiante, 
implorando a mudança inconstante

Outros não posso mudar,
mas minha semente vou semear.

Espalho a união , aos meus irmãos de coração
esperando não ser julgado pela minha cor,
mas por meus dons ou por meu amor

Poesia: Diego Cerqueira
Distrito de Guardinha