CORONAVÍRUS

Paraíso confirma terceiro óbito na semana por Covid-19

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 18-12-2020 16:00 | 493
Foto de Reprodução

São Sebastião do Paraíso confirmou na tarde de sexta-feira,18, mais um óbito ocasionado por coronavírus no município. Trata-se de uma mulher de 41 anos, que é a terceira vítima fatal ocasionada pela doença registrada durante esta semana. Boletim epidemiológico divulgado pela Vigilância em Saúde aponta para o registro de 21 novos casos de pessoas que testaram positivo para o Covid-19, entre quinta e sexta-feira.

Durante os cinco dias úteis da semana em apenas um que Paraíso registrou menos de 20 novos casos de coronavírus. Na segunda foram 36, na quarta (26), na quinta (24) e na sexta (21) registros. Desde o início da pandemia o município teve 5.734 notificações, sendo que 1. 498 casos foram de pessoas que tiveram diagnóstico positivo para a doença. Foram descartados 753 casos.

Ainda segundo o resumo apresentado na sexta-feira (18/12), agora subiu para 43 o número de pessoas que vieram a óbito em função da Covid-19. Segundo o anúncio a mulher que teve o laudo da morte confirmados, como sendo coronavírus, através de exames laboratoriais tinha 41 anos. Outros dois casos já haviam sido notificados durante a semana. O município ainda possui mais um caso de óbito sendo investigado.

Entre os recuperados existem 1.375 pessoas, enquanto que outras 68 estão em isolamento domiciliar e são monitoradas por equipes da vigilância. Por último há o registro de 12 pessoas hospitalizadas. A taxa de ocupação hospitalar é de 26 leitos na enfermaria o que representa 55,31% da sua capacidade de atendimento. Já na UTI Covid, são utilizados sete leitos que é igual a 35% do total disponível.

Ainda na quinta-feira (17/12), durante pronunciamento o médico Frederico Portugal Vasconcelos chamou a atenção para a possibilidade do aumento do surgimento de novos casos  ou de mortes por coronavíus devido aos encontros familiares de fim de ano. “Temos preocupação com o crescimento dos casos que já estão ocorrendo e que poderão aumentar”, alerta. Ele recomendou que as pessoas evitem aglomerações o máximo possível. “Em janeiro poderemos ter uma explosão de casos” salientou.

De acordo com o médico infectologista José Carlos Costa Júnior, a pandemia não acabou. “Temos uma clara situação de aumento de casos e de hospitalização”, detalha. Outra observação feita é que os casos da doença estão surgindo na forma mais grave. “Não podemos relaxar, é preciso que todos mantenham vigilantes e cumpram as normas de distanciamento, isolamento e os protocolos apresentados”, finaliza.