ACISSP EM FOCO - EMPRESAS E EMPRESÁRIOS

Italian Gastronomia e Buffet

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Comércio | 21-12-2020 10:08 | 1326
Adriano Dizaró Gonçalves e sua esposa Edna Dutra Gonçalves
Adriano Dizaró Gonçalves e sua esposa Edna Dutra Gonçalves Foto: Nelson de Paula Duarte/Jornal do Sudoeste

O início foi em uma “portinha” na rua Paulo Osias de Sillos, quando por sugestão de sua mãe, Terezinha Dizaró Gonçalves,  Adriano Dizaró Gonçalves e sua esposa Edna Dutra Gonçalves começaram produzir massas alimentícias em 1996. Atendiam pedidos de amigos. O sabor e a qualidade foram se tornando conhecidos, e surgiram novos clientes, a princípio atendendo jantares para umas vinte e cinco pessoas. Dois anos depois a produção caseira de deliciosas massas já havia se tornado no Buffet Italian,  e mais recentemente  no Italian Gastronomia e Buffet, que em abril de 2021 completará 25 anos.

Adriano trabalhou como bancário e Edna foi proprietária de uma loja de tecidos. Descendente de italianos, ainda solteiro, Adriano produzia massas com sua mãe Terezinha e a irmã Rejane Gonçalves Pimenta. “Quando nos casamos minha sogra sugeriu que montássemos uma rotisseria ao lado de sua casa. E era o Adriano quem literalmente punha a mão na massa, depois foi contratada uma cozinheira para ajuda-lo, e começamos diversificar o que era produzido. A gente fazia e entregava”, diz Edna.

O primeiro desafio veio dois anos depois, quando do casamento de meu irmão em Santo Antônio da Alegria. Foi uma festa para duzentos e vinte convidados e ele me disse que eu é que ia fazer. Adquirimos pratos, talheres, copos.  Servimos o jantar e não paramos até hoje, salienta.

Como depois de um ano o espaço onde começaram na rua Paulo Osias de Sillos já estava pequeno, o Italian foi para rua dos Antunes, na área central . “Ficamos por uns dez anos, depois surgiu  a oportunidade de comprar em 2008 o imóvel onde funcionou o “Canecão”.  Com muita luta ele foi todo reformado, era um barracão, e para deixá-lo do nosso jeito foram dois anos. Já estamos aqui na avenida Dárcio Cantieri há dez anos”, explica.

Somos gratos a várias pessoas, mas algumas de maneira especial, porque acreditaram em nosso trabalho. Uma delas a Stela (de saudosa memória), que foi gerente da agência da Caixa Econômica Federal em São Sebastião do Paraíso. Ela havia promovido vários eventos na Caixa, tinha experiência e nos ensinou “o caminho das pedras”. Fomos contratados para a inauguração das novas instalações da agência, e naquele evento estavam presentes os cem melhores clientes da agência. Foi uma vitrine para nossa empresa, conta Edna.

Outra personalidade mencionada, é Dona Tereza Campolongo Tonin, a quem Edna carinhosamente diz ter sido sua “Lady”.  Trocávamos receitas, e ela me ensinou muito.

Um dos setores que mais têm sentido os efeitos da pandemia do Covid 19 é o de eventos, e com o Italian não foi diferente. “Estamos a superando, passando por ela. Nosso setor foi dos mais afetados. Fomos os primeiros a parar e os últimos que estão voltando”.

“Foi da noite para o dia. Chegamos de uma formatura em Pouso Alegre em um domingo, e na manhã de segunda-feira parecia que o mundo havia acabado.  Muitas pessoas ligando, desmarcan-do eventos, querendo dinheiro de volta. Veio a Vigilância Sanitária. Ficamos dois meses com portas fechadas. Tive que ser equilibrista para não demitir funcionários, porque acreditava que as coisas voltariam à normalidade rapidamente, e já se vão nove meses”, lembra Edna.

Ela afirma que depois de dois meses com tantos compromissos e obrigações a ser cumpridas tiveram que reinventar, não poderia fechar a empresa. Começamos com delivery  (entregas dos alimentos), que deu supercerto,  passamos fornecer congelados para os supermercados que nos abriram as portas, depois tive a ideia e abrimos o restaurante executivo em nosso salão que estava fechado, e tínhamos tudo pronto. Eu precisava arranjar trabalho para nossos funcionários. Não demiti, alguns solicitaram demissão. Arranjei trabalho para todos porque sei que vou precisar deles no futuro.

Edna explica que oitenta festas que seriam realizadas em 2020 foram transferidas para o ano que vem. “Mas não sabemos como vai ser, porque já estamos passando por mudanças novamente. Nossa expectativa é em relação à vacina, mas penso que 2021 ainda será difícil”,  observa.

 O Italian se especializou em gastronomia, e atende desde jantares  informais em residências, a grandes eventos de confraternizações, formaturas. “Tivemos finais de semana com duzentas pessoas trabalhando. Fazemos grandes formaturas, nos especializamos nisso. Já fizemos eventos até para duas mil e trezentas pessoas, como o ocorreu em Sertãozinho, na Coopersucar, em um salão enorme,  formatura de uma turma da Unesp de Jaboticabal”.

Realizou eventos em Itajubá, Pouso Alegre, Poços de Caldas, São João da Boa Vista e cidades na região de Ribeirão Preto.  “Temos uma estrutura muito grande, inclusive o Espaço para comemorações infantis no Parque Industrial, e parar de uma vez foi muito difícil. Mas graças a Deus estamos retomando”.

Há algum tempo o Italian presta serviço para a diretoria de Furnas.  “Nesta semana nos confiaram servir um evento importante, onde estiveram presentes muitas autoridades, dentre elas o governador Romeu Zema, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, secretários de Estado, senador, deputados, diretores de agências. O almoço foi na Casa de Visitas e o coffe break nas dependências do cinema. Recebemos muitos elogios, dentre eles, mensagem de áudio de diretora de Furnas afirmando que superamos expectativas”, disse Edna.

Foram muitos eventos nestes vinte e cinco anos de atividades. Perguntado sobre os que foram marcantes, Edna disse que de maneira especial, marcaram as Bodas de Ouro de seus pais, e a festa de 15 anos de sua filha. “Lidamos com emoções, e através destas festas em nossas famílias avalio a importância de realizar esses sonhos das pessoas. Fazemos como se fosse nosso primeiro evento, porque é personalizado, e procuramos atender às expectativas”.

Ela enfatiza sua gratidão aos funcionários que ao longo desses anos contribuíram para que a empresa se firmasse, e ter o conceito que hoje tem, e, particularmente neste momento, em que se dispuseram acatar mudanças necessárias para a continuidade das atividades.

O Italian de longa data é associado à ACISSP. Edna diz ser uma parceria muito boa,  pois a Associação fornece suporte e uma gama de prestação de serviços para as empresas. Já fiz muitos cursos disponibilizados através da ACISSP, e nos são de grande utilidade para atualização nas áreas de administração, conhecimento e atualização.

Somos muito gratos de poder realizar sonhos, conclui Edna Aparecida Dutra Gonçalves.