MUDAS

Paraisense utiliza sistema de plantio de mudas que garante pegamento e adianta a produção

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Agricultura | 11-01-2021 10:11 | 960
Foto de Reprodução

O paraisense Benedito dos Reis Modesto, o Dito Raizeiro, passou a utilizar recentemente um sistema diferenciado para o plantio de mudas de plantas, seja para frutíferas ou ornamentais. Conforme explica, o sistema garante o pegamento, e adianta a produção de frutos.

A foto mostra o sistema utilizado em uma figueira. Escolhe-se um galho, e a partir da base dele mede-se aproximadamente um palmo. Daí para cima tira-se a casca ao redor do galho em aproximadamente dez centímetros. Corta-se uma garrafa pet pequena, no gargalo, no fundo (por exemplo, de refrigerante), e na vertical de modo que permita revestir o galho com ela, onde foi descascado. Fecha-se o fundo com uma fita adesiva para fixar no galho da árvore, e coloca-se uma compostagem (terra e adubo orgânico). Rega-se com pequena quantidade de água a cada três dias.

Conforme explica Benedito Modesto, em dois meses haverá muitas raízes ao redor onde foi colocada a garrafa pet, então é o momento para se fazer o transplante, cortando o galho na base, e o colocando no solo, previamente preparado.

Benedito, membro de uma família de raizeiros, já desenvolveu anteriormente uma loção à base de raízes para tratamento de vitiligo, pomada eficaz para cicatrização de escaras, e adubo orgânico que acelera o processo de desenvolvimento de plantas, e ainda o processo de decomposição de outras matérias mortas, como paus, caroços e folhagens.