DESALOJADA

Chuva forte causa estragos e deixa família desalojada em Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 11-01-2021 13:43 | 1987
Água invadiu uma casa no bairro São Sebastião
Água invadiu uma casa no bairro São Sebastião Foto de Nelson P. Duarte

Pelo menos uma família moradora do bairro São Sebastião, teve de deixar a casa onde habitava depois que o imóvel foi invadido pelas águas das chuvas ocorrida na tarde do domingo,10, em São Sebastião do Paraíso. Um forte temporal foi registrado na cidade por volta das 15 horas e chegou a causa vários pontos de alagamentos pela cidade devido ao grande volume de água. No bairro Verona uma rua teve de ser interditada devido ao rompimento de uma tubulação, onde foi aberto um grande buraco, numa obra realizada recentemente em parceria entre a Prefeitura e uma empresa particular.

Conforme informações divulgadas pelo 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros pelo menos uma ocorrência foi atendida em função de inundação provocada pela enxurrada. O caso foi registrado na Avenida Manoel Cândido Filho, no bairro São Sebastião. Na região é comum que após fortes chuvas sejam registrados estragos devido ao grande volume de água que correm pelas ruas em quantidade superior que as galerias e bocas de lobo conseguem captar.

Na residência atingida a água chegou a 1,5 metros de altura aproximadamente, em relação ao piso, que fica abaixo do nível da rua. Foi necessário a utilização do caminhão auto bomba para fazer o bombeamento da água que ficou represada dentro do imóvel. O mesmo procedimento foi realizado no quintal para drenagem do espaço. Os moradores da casa perderam móveis, alimentos, eletrodomésticos e demais pertences. Vizinhos e amigos realizam campanhas nas redes sociais para arrecadar donativos, principalmente, alimentos, roupas e móveis.

A Defesa Civil Municipal foi acionada, sendo a residência interditada temporariamente, devido risco de novas inundações. Estiveram presentes também no local o prefeito Marcelo Morais, Secretário de Obras do município, Luerci de Paula Soares e o Secretário de Segurança Pública, João Paulo Alves Bueno, onde juntamente com a equipe da Defesa Civil realizaram trabalho referente à segurança estrutural da edificação e assistência à família. Os bombeiros com auxílio de populares retiraram da casa, móveis e pertences pessoais dos moradores. Os moradores da casa foram transferidos provisoriamente para uma outra residência nas proximidades.

ANTIGO
Ao prefeito Marcelo Morais, moradores explicaram que o problema relacionado ao escoamento de água pluvial onde a residência foi atingida, e também mais abaixo, naquela avenida, existe há pelo menos oito anos, porque é onde deságua enxurrada vindo da parte alta do bairro. “No postinho que fica na avenida Alfredo Campolongo, em dias de fortes chuvas enfermeiras  às vezes interrompem atendimento porque a enxurrada entra pelas sala”, disse uma moradora.

O prefeito Marcelo Morais determinou que providências para sanar os problemas, sejam tomadas logo na manhã desta segunda (11/1).

INTERDITADA
Já na Rua José Porfírio, no bairro Verona, a via teve de ser interditada pela Guarda Municipal. A medida afeta o trânsito de veículos de quem circula também pelos bairros Acapulco, Rubens Rocha Gonçalves, Jardim Daniela e adjacências. A medida foi adotada também a ocorrência de fortes chuvas com grande volume de enxurrada que arrebentou uma tubulação de água pluvial, provocando uma grande erosão.

O prefeito Marcelo de Morais esteve no local acompanhando de perto a extensão dos estragos e anunciou que os reparos seriam iniciados a partir desta segunda-feira,11. " A chuva veio forte e estamos avaliando os danos. O local está sendo sinalizado para que ninguém venha se acidentar aqui, até que possamos realizar o conserto o mais breve possível", declarou.  

ORIENTAÇÕES
O 2º Pelotão de Bombeiros Militar orienta para se prevenir nesta época de fortes temporais. " Antes das chuvas é importante limpar calhas, telhados e ralos, pois muitas vezes há folhas, sujeiras que impedem o escoamento adequado da água e poderão haver infiltrações nas paredes ou mesmo entrada de água em sua casa" alerta o 1º Tenente Luiz Antonio Monteiro, comandante da unidade. Ele também destaca a importância de reforçar os muros e paredes que estejam em mau estado de conservação e ficar atento a trincas e rachaduras dentro de casa.

A recomendação é para que durante as chuvas, as pessoas permaneçam dentro de casa. "Deve-se ficar vigilante à subida do nível das águas, colocar materiais de maior valor em locais mais elevados, retirar os aparelhos elétricos da tomada, ter sempre próximo lanternas com pilhas e procurar ficar em local alto e seco", enumera. Nos casos de maior gravidade, como risco iminente de queda de uma parede, a orientação já é diferente, pelos riscos, abandonar imediatamente a residência, relata o comandante do 2º Pelotão BM.

Rua José Porfírio, no Verona, foi interditada porque galeria de água se rompeu