CORONAVÍRUS

Casos de óbitos por Covid-19 cresceram durante o final de semana em Paraíso

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 01-02-2021 18:14 | 801
Foto de Reprodução

Os casos de morte por coronavírus em São Sebastião do Paraíso continuam com tendência de alta. Somente em janeiro já foram registrados 28 casos, mais da metade dos óbitos registrados ao longo dos nove meses de pandemia de 2020. Já os demais indicadores como a taxa de ocupação hospitalar seguem estáveis, diferente das notificações de quem testou positivo que também está em uma crescente sendo registrados 730 casos no intervalo de praticamente um mês.

A situação do combate à Covid-19 é apontada pelo prefeito Marcelo Morais como o item número um entre os destaques do primeiro mês de sua administração, em uma postagem que ele fez em suas redes sociais. Ele destaca que mudou o tom do tratamento da questão e resume "não falta informação". No entanto, ele mesmo ressalta que a questão está na "falta de respeito entre as pessoas e como prefeito não consigo colocar na cabeça das pessoas que estas mesmas se respeitem", aponta.

Apesar do quadro herdado em que acusa a gestão anterior de "deixar correr frouxo" Morais diz que só agora está conseguindo controlar a situação. Ele cita as ações rápidas como a ampliação das instalações e do horário de atendimento do Centro do Covid que funciona 24 horas. Outra medida são as fiscalizações com autuações e multas em quem insiste em não seguir as regras. "Confidencio a vocês que é muita gente jogando contra e o poder público não está dando conta", comenta.

Os números contrastam com a realidade. Em 31 de dezembro de 2020 no último boletim do ano foram registrados 1709 casos positivos e o município tinha naquele momento 50 óbitos ocasionados por Covid-19.  Em 5 de janeiro de 2021, no primeiro boletim divulgado pela atual administração, os casos de morte saltaram para 54 e os casos positivos chegaram a 1.764 confirmações. Esta tendência de crescimento se manteve durante o mês todo, até porque a quantidade de testagem também aumentou significativamente.

No último boletim de janeiro publicado no dia 30, já que aos domingos não são feitas divulgações a situação era a seguinte, Paraíso tinha 8.427 notificações, com 2.405 casos confirmados e 75 óbitos. Já nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, as notificações passaram para 8.483, sendo 56 novas situações em relação ao boletim anterior, além de 34 novos casos confirmados, que no total somam 2.439.

O detalhe que vem chamando atenção é a quantidade de óbitos. Em 31 de dezembro eles eram 50 computados desde o início da pandemia em meados de março. Em 5 de janeiro deste ano a quantidade passou para 54 confirmações e começava a escalada do mês. No dia 30 de janeiro este volume de pessoas que perderam a vida passou para 75 pessoas. A fase crescente vem sendo confirmada com os números como do boletim desta segunda-feira, 1º de fevereiro, que aponta que os óbitos por coronavírus já chegam a 78 casos. Foram três novas ocorrências em intervalo inferior a três dias.

Segundo o boletim o total de recuperados descartados soma 1.070, enquanto que as pessoas mantidas em isolamento domiciliar foram acrescidas em mais 19, além de 200 suspeitos que também estão sendo monitorados. Os recuperados são 2.311.

Quanto à taxa de ocupação hospitalar os números vêm mantendo estabilidade com tendência de queda há uma semana. A Enfermaria tem 76,59% de ocupação sendo utilizados 36 dos 47 leitos disponíveis. Já na UTI Covid, o índice é de 65%, sendo ocupados 13 dos 20 leitos disponibilizados. Nas duas alas estão 35 paraisenses e 14 pacientes oriundos de outras cidades.

Jacuí
Também na tarde desta segunda-feira, 1º de fevereiro, a Prefeitura de Jacuí divulgou boletim sobre os números da coronavírus no município. São 704 casos notificados, com 332 confirmações, sendo cinco novas situações somente nesta data. Também foram registradas 16 pessoas sendo monitoradas em isolamento domiciliar, 35 casos suspeitos em investigação, cinco internadas, além de 302 recuperados.  Em Jacuí ainda foram registrados nove óbitos e 337 casos descartados.