CORONAVÍRUS

Alta de óbitos reduz internações na UTI Covid

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 09-02-2021 18:22 | 712
Foto de Reprodução

O crescente número de óbitos que vem sendo registrado dia a dia em São Sebastião do Paraíso pode ser uma das causas da grande diminuição de internações na UTI Covid, na Santa Casa de Misericórdia. A ala registrou nesta terça-feira,9, o menor índice de ocupação desde o início do ano e está com apenas 35% de sua capacidade sendo utilizada. No Boletim Epidemiológico divulgado informa que o Município está com 2.600 casos confirmados, sendo registrada mais uma morte, que agora somam 85 casos desde o início da pandemia.

Dos 20 leitos disponibilizados pela Santa Casa para UTI Covid, apenas sete estavam sendo ocupados. Entre os pacientes seis são originários de Paraíso e apenas um é natural de outra cidade. Os 35% utilizados da ala é o menor desde o início do ano que esteve praticamente superlotado na segunda semana do ano. Posteriormente com a ampliação de novos espaços e criação de novos leitos a situação foi sendo normalizada, tendo os índices caído para 80%. Agora a drástica redução na ocupação do setor está sendo atribuída às constantes mortes registradas diariamente em função das complicações da doença.

Na Enfermaria a taxa de ocupação é de 51,06% sendo ocupado por 24 pacientes. Destes 21 são paraisenses e apenas três são de outras cidades da região. Ao todo, esta ala possui 47 leitos disponível. A justificativa para a redução da ocupação deste espaço na Santa Casa é atribuída ao atendimento que passou a ser oferecido no Centro Covid, administrado pela Prefeitura onde são recebidas pessoas com caso mais leve da doença. No local elas são tratadas e apenas os casos mais graves são encaminhados para a Santa Casa.

Com os números apurados nesta terça-feira,9, Paraíso somou mais 48 novas notificações e agora totaliza 8.801. Já os casos confirmados com os 23 novos registros somam exatas 2.600 confirmações. O balanço aponta que existem ainda 13 pessoas confirmadas em isolamento domiciliar, enquanto que são 150 os monitorados, em condição de suspeitos também em isolamento residencial. Os recuperados são 2.521.