HISTORIADOR

Falta alegria em nossa vida

Por: Redação | Categoria: Cultura | 06-02-2021 14:49 | 50
Foto de Reprodução

Meus Deus, como estamos chatos, dei-me conta outro dia. Muitas vezes com razão.

Custo de vida, o desemprego, pandemia, violência, súbita falsidade de alguém em quem confiávamos tanto, a pouca a autoridade das autoridades, e a nossa própria indecisão. As rápidas mudanças na sociedade, os valores que precisam ser mudados, outros tentando impor a anarquia quando a gente devia era renovar, não bagunçar.

Uma das coisas que andam ficando raras é a alegria. - Alegria? A palavra está até com cheiro de mofo... Tanta coisa acontecendo, tanta tragédia, será que dá para falar em alegria?

A gente se diverte pouco. Andamos com pouco bom humor. Então, comecei ame entusiasmar com uma ideia, fui contado nos dedos os motivos que deveriam levar que as pessoas se alegrassem.

O primeiro diria. “Quem disse que Deus desistiu de amparar a humanidade, medite na beleza do Sol em cada alvorecer.” Também diria: “Uma amizade generosa que no momento circula entre nós” .

Finalmente pensei: “Crianças brincando e dormindo na sala de nossa casa”.

Pensando assim podem confortar e nos devolver nosso estilo de vida. Tenho certeza, nenhum de nós desistirá dessa jornada. Ganhamos experiência, conhecimento, esperança. Fazemos como no evangelho o discípulo Legião, temos que acreditar e enunciar a boa nova.

O grande escritor gaúcho, Erico Veríssimo numa de suas palestras teria dito: “Em certos momentos o que nos salva nem é o amor, é o humor”.

Sebastião Pimenta Filho
Cronista – Historiador