ACELERANDO AS VENDAS

Como manter uma equipe capacitada e motivada - 3ª parte -

Realize os objetivos da sua empresa promovendo a alta performance da sua equipe.
Por: James Warley | Categoria: Do leitor | 10-02-2021 15:30 | 141
Foto: Reprodução

Quando você decidiu iniciar seu negócio, certamente idealizou realizar o propósito de satisfazer, com excelência, as necessidades dos seus clientes e, em troca, ser bem pago por isso. Nessa realização, você encontrou, naturalmente, algumas dificuldades, como ao atrair colaboradores de alto desempenho para compor a sua equipe.

Sabemos que por falta de pessoas realmente preparadas ou comprometidas, muitos negócios só patinam e frustram gestores, equipes e clientes.

Por essa razão que a adequação de todo processo de RH para atrair, selecionar e integrar cada pessoa no time é tão importante quanto o de mantê-la, cuja estratégia abordaremos começando por este artigo. Caso você não tenha lido os anteriores (1ª e 2ª partes), acesse-os em idecorp.com.br/blog.

CONHECIMENTO
Ao concluir um processo seletivo, espera-se que o nível de conhecimento do novo membro selecionado esteja adequado à exigência inicial do cargo se essa análise foi corretamente realizada. Para lhe garantir mais eficácia, na divulgação da vaga o recrutador deve sempre apresentar uma abordagem detalhada e as etapas do processo de seleção devem estar adequadas a cada vaga, conforme suas características, utilizando questionários, testes práticos e entrevistas, por exemplo.

Em seguida, uma vez selecionado e ultrapassada a fase de integração, em que o novo colaborador recebe as primeiras informações sobre a empresa, regras e orientações a respeito das suas funções, é o momento de desenvolvê-lo, matriculando-o num programa interno de educação continuada, a fim de prepará-lo para produzir resultados cada vez melhores.

DESENVOLVIMENTO
Por mais conhecimento que o novo membro apresente, é imperioso que a empresa lhe dê acesso contínuo a conteúdos técnicos e motivacionais de qualidade, dentro de um programa de treinamento, com temas específicos para cada setor ou profissional, com calendário de realização.

Manifestações de desinteresse por alguns colaboradores são comuns, afinal, são poucos que realmente gostam de participar de cursos, em especial quando a didática do instrutor não ajuda. Porém, quando a razão da existência do programa fica bem clara para a equipe, a gestão do conhecimento e das competências é bem realizada e a participação está vinculada à avaliação de desempenho e ao plano de carreira, a resistência diminui.

Existem inúmeras possibilidades de se implantar um programa de treinamento nas empresas, presencial ou à distância, cada vez menos oneroso e com recursos visuais e interativos interessantes. Fale conosco!

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
Para gerenciar os resultados alcançados pela equipe e reconhecer o trabalho bem feito, avalie seu desempenho regularmente. Inúmeros critérios podem compor essa avaliação, como a sinergia com a cultura organizacional e regras gerais, além de características comportamentais, a exemplo do comprometimento, cooperação, determinação, proatividade, equilíbrio emocional, pontualidade, atenção, assertividade etc.

A avaliação de desempenho deve ser concluída no fim do período definido pela empresa, sugerimos a cada semestre. Com o resultado, elabore um plano individual de desenvolvimento a ser aplicado nas semanas seguintes, de acordo com as necessidades de cada colaborador.

No próximo artigo, trataremos das recompensas, em especial, do plano de carreira.

Até a próxima semana!

James Warley
consultoria@idecorp.com.br