HISTORIADOR

Livros da Coleção

Por: Redação | Categoria: Cultura | 13-02-2021 16:36 | 56
Foto de Divulgação

O nosso objetivo é apresentar curiosidades relativo a história. A arte culinária não sei, não entendo, nem serei conhecedor.

Pois bem, aqui apresentamos dois livros: O primeiro com título: “Doces Mineiros” – Ano 1906. O Segundo: “Culinária Moderna” – Ano 1954.

Tudo envelhece! Assim, os livros de “cozinha” e as receitas, também envelhecem. Somente o paladar continua o mesmo.

Certa ocasião ouvi um senhor dizer: “Eu alimento para viver, e os jovens vivem para comer”. Seus dizeres mostraram-me sabedoria. Partindo da premissa que saúde é igual uma conta bancaria, no final tem aquilo que economizou.

Outra verdade é dizer, o que sobra nas classes elevadas falta nas inferiores, ou como dizia Raspail: “A indigestão dos ricos vinga a fome dos pobres”.

Enfim esses livros nos ensinam receitas, etiquetas, cardápios com jantares cerimoniais e íntimos, tudo com muito requinte, como exigia na época.

Como se sabe, naquele tempo não havia certos produtos industrializados, ou seja, prontos para comprar e consumir, tudo era feito artesanalmente. Por exemplo, a desnatadeira que se compõe de um tambor sobre um suporte de ferro. Há dois canais, um para o leite desnatado e outro para a gordura que destinava a confecção da manteiga, e um depósito para vinte litros, com válvula e chave.

Leite sem lactose na época, nem pensar!

Sebastião Pimenta Filho Cronista – Historiador